Do Diario de Pernambuco 
Relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid, instalada pelo Senado, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) ironizou nesta quinta-feira (2) uma possível “homenagem” do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a ele. A declaração foi dada durante reunião da CPI.
Calheiros citou, em tom de brincadeira, que há um boato em Brasília de que o nome de um dos filhos do presidente da República – Jair Renan Bolsonaro, de 23 anos – seria uma homenagem ao senador.
“Há pouco, o senador Humberto (Costa) lembrou que corre aqui em Brasília um comentário de que o nome deste jovem teria sido atribuído em uma homenagem a mim, eu não acredito”, disse Calheiros.
Na sequência, o senador foi além na ironia e disse não acreditar no bom gosto do presidente. Calheiros também afirmou que, se o boato fosse verdadeiro, agradeceria à mãe do jovem, Ana Cristina Siqueira Valle.
“Eu sinceramente não acredito, porque nunca acreditei no bom gosto do Bolsonaro, se isso aconteceu eu devo agradecer à mãe do garoto, jamais ao Bolsonaro”, completou Calheiros.