Da ISTOÉ

Pep Guardiola, carrasco do Real Madrid, reencontra o clube merengue pela semifinal da Champions League nesta terça-feira, às 16h (horário de Brasília). No entanto, apesar do histórico positivo do comandante catalão, o duelo entre Manchester City e o clube espanhol promete muito equilíbrio.

HISTÓRICO POSITIVO

Desde que foi alçado ao cargo de treinador, em 2008, pelo Barcelona, Guardiola enfrentou o Real Madrid em 19 ocasiões. Em grande partes destes confrontos, o comandante estava à frente da equipe culé, mas os duelos também já foram realizados no Bayern de Munique e no Manchester City.

Destes 19 confrontos, o catalão venceu 11 partidas, conquistou quatro empates e sofreu apenas quatro derrotas. Em 2019/2020, quando já comandava o Manchester City, o técnico derrotou os merengues nas oitavas de final da Champions League com duas vitórias por 2 a 1.

Em ambas as ocasiões, Gabriel Jesus, que vem de quatro gols marcados sobre o Watford pela Premier League, balançou as redes do Real Madrid. Raheem Sterling e Kevin de Bruyne, que seguem no elenco atual, também anotaram seus gols.

SINA DE GUARDIOLA

​Apesar do histórico positivo diante do Real Madrid, Pep Guardiola não mantém o mesmo desempenho quando chega em uma semifinal de Champions League. Inclusive, o catalão já sofreu uma dura eliminação para os espanhóis nesta mesma fase do torneio.

+ Depressão: pesquisa descobre método simples para combater condição

Guardiola chegou em uma semifinal de Liga dos Campeões oito vezes em sua carreira, mas avançou às finais em apenas três. Com isso, o comandante acumula mais eliminações e fracassos nesta fase do torneio do que vitórias e idas às grandes decisões.

Em 2013/2014, quando comandava o Bayern, o Real Madrid era dirigido por Carlo Ancelotti. Naquela edição do torneio, o italiano venceu o jogo de ida na Espanha por 1 a 0 e aplicou uma goleada histórica na Allianz Arena sobre a equipe bávara por 4 a 0.

Veja também:   Prefeitura suspende atividades presenciais

DUELO PARTICULAR

Já o confronto entre Pep Guardiola e Carlo Ancelotti também indica favoritismo do catalão. Com exceção das duas derrotas sofridas na Champions League contra o Bayern de Munique, o comandante do Manchester City venceu o italiano em outras quatro ocasiões.

No caso, o atual técnico do Real Madrid trabalhava no Everton, da Premier League. Nos Toffees, Ancelotti sofreu quatro derrotas, além de ter levado 12 gols e ter balançado as redes dos Sky Blues apenas duas vezes. Mas histórico não entra em campo.

O duelo entre o líder da Premier League contra o 1º colocado da La Liga coloca frente à frente duas das grandes potências do futebol mundial. De um lado, Vinícius Júnior e Benzema tentam fazer a diferença diante de uma equipe coletivamente muito forte e que vença o melhor.