Casal encontrado morto em Itapema discutiu minutos antes de sair de casa
Legenda: Edurda Gorgik tinha 25 anos – Foto: Reprodução/Instagram

Por Diário do Nordeste

casal que foi encontrado morto em um apartamento em Itapema (SC) havia sido flagrado discutindo em um churrasco, no salão de festas do prédio, minutos antes dos disparos. O delegado Ícaro Malveira, responsável pelo caso, informou, nesta segunda-feira (22), que pelo menos 10 pessoas foram ouvidas. As informações são do g1.

Eduarda Gorgik, de 25 anos, e Sérgio Correa, de 59, foram encontrados mortos em 14 de janeiro. A investigação aponta que o caso é um feminicídio seguido de suicídio.

Veja também:   Flores divulga resultado final da Seleção Pública

“O que algumas testemunhas relataram é que Sérgio era ciumento e controlador, inclusive não deixava Eduarda sair muito de casa sem a companhia dele”, disse Malveira.

A polícia teve acesso a imagens de câmera de segurança do prédio que mostra Eduarda guardando os celulares do casal na caixa do hidrante, no corredor do apartamento, no sábado, às 17h21.

“Não sabemos ainda o motivo de os aparelhos celulares terem sido colocados no hidrante, mas certamente o laudo pericial e os depoimentos vão dirimir essa dúvida”, disse Malveira.

Veja também:   Governo libera 100% de capital estrangeiro

ENTENDA O CASO

Eduarda e Sérgio foram encontrados sem vida por um funcionário do homem. Ele teria tentando entrar em contato com o patrão, mas não conseguiu. Então, decidiu ir ao apartamento dele.

Chegando lá, encontrou os dois celulares na caixa do hidrante e entrou na casa através do apartamento vizinho.

Também foi encontrada uma arma na mão de Sérgio. O casal morava junto no apartamento. Ainda no dia 14 de dezembro, testemunhas relataram que não ouviram barulhos de tiros.

Veja também:   Pagamento do PIS PASEP 2024: Quando o calendário deve começar?