Do g1

Foto: Divulgação

O casamento de Zé Vaqueiro com a empresária Ingra Soares causou polêmica nas redes sociais depois que a mãe do cantor, Nara de Sá, reclamou por não ter sido convidada. Na cerimônia na segunda-feira (25), ele foi acompanhado ao altar pela avó, Leônidas Pereira Lima de Sá.

O caso começou a repercutir entre os seguidores quando Nara de Sá comentou durante a live que transmitiu o casamento: “Que Deus abençoe, meu filho. Se tivesse me convidado, eu tinha ido”.

Zé Vaqueiro já contou sua história ao podcast g1 ouviu e explicou que a mãe era cantora de forró quando estava grávida e na infância do filho . Ele contou que a avó acompanhava seus estudos e gravou os cadernos de escola com suas primeiras letras.

Em junho, o g1 contou como foi a saga do cantor Zé Vaqueiro até virar uma das vozes mais românticas do país (leia aqui).

Entenda a polêmica do casamento ponto a ponto:

Zé Vaqueiro, 22 anos, e Ingra Soares, 31, se casaram em uma cerimônia para 200 pessoas na segunda-feira (25), em Fortaleza.

Na transmissão de uma parte da cerimônia, a mãe do cantor, Nara de Sá, entrou e comentou “Que Deus abençoe, meu filho. Se tivesse me convidado, eu tinha ido”.

Zé Vaqueiro comentou a polêmica no Instagram nesta quarta-feira (25): “Ser uma pessoa pública não me obriga a expor minhas feridas, espero que as pessoas compreendam e respeitem. É muito fácil julgar o que não viveu”.

Ingra Soares escreveu na terça-feira (24): “Eu aguentei muita coisa calada até hoje. Breve, eu irei falar tudo que está engasgado”. Mas ela não voltou a comentar o caso.
Quem acompanhou Zé Vaqueiro ao altar foi sua avó, Leônidas Pereira Lima de Sá.

Conheça a trajetória do Zé Vaqueiro e o que ele falou sobre a família no podcast e abaixo, ponto a ponto:

Zé Vaqueiro é de Ouricuri, no sertão pernambucano. Ele virou ídolo popular do Brasil com hits de forró romântico como “Volta comigo bb”, “Eu tenho medo” e “Letícia”.
A mãe era cantora de forró. Em 1999 ela estava trabalhando muito, mesmo com o Zé na barriga. O bebê resolveu nascer no meio de um show.

Ele contou que a mãe continuou excursionando. Eles mantinham contato. Nara convenceu Zé a cantar pela primeira vez em um palco. Ele cantou com ela “Amor perfeito”, de Roberto Carlos.
Antes de ser cantor, ele trabalhou vendendo sorvete, na barraca de lanche da avó e, por último, como ajudante em um lava-jato.

Zé Vaqueiro indicou na entrevista que era a avó quem acompanhava sua vida escolar. Ele contou que escreveu suas primeiras músicas no caderno de escola. A avó guarda esses cadernos até hoje.
Em outras entrevistas, Zé Vaqueiro contou que já ficou até um ano sem encontrar a mãe.
Zé Vaqueiro é contratado do escritório Vybbe, do cantor Xand Avião, uma das principais empresas de forró do Brasil. Em 2020 ele e Ingra tiveram o primeiro filho, Daniel.