Do g1

Foto: CARLOS GARCIA RAWLINS/Reuters

A China determinou o confinamento da cidade de Shenyang, uma cidade industrial de 9 milhões de habitantes, por um um surto de Covid-19, que se propaga pelo país. Nesta terça-feira, o país registrou mais de 4.700 casos, uma onda de contágios que virou um teste para a estratégia “Covid zero” do governo.

Shenyang, um polo industrial que abriga uma fábrica da BMW, registrou 47 contágios na terça-feira. As autoridades ordenaram que os moradores permaneçam em casa e anunciaram que não poderão sair à rua sem um resultado negativo de um teste feito nas 48 horas anteriores.

A cidade é a capital da província de Liaoning, no limite com Jilin (ao norte), epicentro da atual onda epidêmica, devido à variante ômicron.

As autoridades de saúde registraram nesta terça-feira 4.770 novos casos em todo o país, a maioria em Jilin.

Pessoas e veículos nas ruas de Shangai, na China. Muro separa a rua das casas e edifícios — Foto: Aly Song/Reuters
Pessoas e veículos nas ruas de Shangai, na China. Muro separa a rua das casas e edifícios — Foto: Aly Song/Reuters

O confinamento da cidade de Shenyang, também na região norte, entrou em confinamento na segunda-feira à noite.

A China atuou nas últimas semanas para tentar erradicar os focos de infecção com alguns confinamentos direcionados e testes em larga escala. No sábado, o país registrou duas mortes por Covid-19, as primeiras em mais de um ano provocadas pelo coronavírus.

As autoridades alertaram para o risco econômico provocado pelos confinamentos constantes, enquanto o país tenta equilibrar a crise de saúde com as necessidades da segunda maior economia do mundo.

Veja também:   Educação convoca novos professores em ST

O presidente chinês, Xi Jinping, insistiu na semana passada na necessidade de “minimizar o impacto” da pandemia sobre a economia, mas ao mesmo tempo fez um apelo para que as autoridades prossigam com a a política “Covid zero”.

A atual onda de contágios representa um teste para a estratégia chinesa, o que obriga as autoridades a liberar leitos de hospital com pacientes que apresentam sintomas moderados.

Algumas cidades como Xangai aplicam confinamentos a edifícios específicos, evitando um bloqueio de toda cidade, apesar do registro de centenas de casos diários.

O centro tecnológico de Shenzhen anunciou na segunda-feira a suspensão do confinamento de uma semana, depois de flexibilizar algumas medidas na sexta-feira para minimizar o impacto do vírus sobre a economia.