Cientista recebe US$ 1 bi da Nasa para barrar queda de asteroide

Do Correio Brasiliense

O professor Dante Lauretta, que leciona ciências planetárias e cosmoquímica no Laboratório Lunar e Planetário na Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, contou ter recebido US$ 1 bi da Agência Espacial Americana (Nasa). A missão de Lauretta é evitar que o asteroide Bennu, descoberto em 1999, caia na Terra. Este corpo pode cair na Terra por volta do ano de 2182, caso nada seja feito.

Na missão OSIRIS-REx, que visa estudar o Bennu, o professor coletou amostras deste asteroide. Esses pedaços foram trazidos à Terra no ano passado. Sobre a bolada que ganhou da Nasa, Dante Lauretha contou, em entrevista ao jornal Daily Mail, em 2011, que a agência espacial americana o pagou US$ 1 bilhão (R$ 4,96 bilhões, na cotação atual) para descobrir tudo o que fosse possível sobre Bennu.

Veja também:   Missão Dart: Nasa lança nave em asteroide para "proteger humanidade" de eventual desastre

Com base na experiência de coibir o choque do asteroide Bennu com a Terra e ainda recolher amostras deste corpo espacial transformou-se em livro, lançado neste ano, com o título The Asteroid Hunter: “A Scientist’s Journey to the Dawn of our Solar System by Dante Lauretta (O Caçador de Asteroides: A Jornada de um Cientista ao Sistema Solar, em tradução livre). Nesta obra, Lauretta aborda detalhes da missão.

“Minha pequena equipe se reuniu no centro de controle no Colorado, cada um de nós vestindo os uniformes azuis da Nasa, prontos para testemunhar o sucesso ou o fracasso da OSIRIS-REx, a primeira missão do país a recolher uma amostra de um asteroide”, contou o pesquisador.

Veja também:   Nasa divulga vídeo de erupção solar mais potente dos últimos anos