Como descobrir se tenho dinheiro esquecido em algum banco?

Foto: José Cruz/Agência Brasil

Por Seu Crédito Digital

 

Você já parou para pensar que talvez tenha dinheiro esquecido em algum banco? Isso ocorre muitas vezes, apesar de muitas pessoas desacreditarem. É importante estar atento, uma vez que a recuperação dos valores “perdidos” em instituições financeiras pode não ser realizada imediatamente.

No ano passado, por exemplo, dois felizardos conseguiram recuperar mais de R$ 1 milhão cada um, montantes que estavam esquecidos em instituições financeiras. Sendo assim, por meio do Sistema Valores a Receber (SVR) do Banco Central (BC), os valores voltaram para as mãos dos seus donos.

Veja também:   Por telefone, serra-talhadense leva golpe de 28 mil e fica desesperada

Dinheiro esquecido: saiba como descobrir

Para quem quer descobrir se tem dinheiro esquecido em algum banco, o melhor a se fazer é seguir o que foi feito pelos felizardos citados acima. Ou seja, basta acessar o SVR (clique aqui) para consultar se existem valores de diferentes fontes disponíveis para resgate.

Entretanto, o sistema do BC está indisponível para consulta atualmente. De acordo com a entidade, o SVR está passando por melhorias. Vale lembrar que a segunda fase da liberação de valores esquecidos precisou ser adiada em 2022 por conta da greve de servidores públicos.

Veja também:   MEIO AMBIENTE: IPA recupera áreas degradadas pela erosão em 11 municípios de PE

A data de lançamento da segunda fase do SVR ainda não foi divulgada pelo BC, mas deve ocorrer em breve. Por hora, a entidade alerta os cidadãos sobre golpes que levam o nome da entidade e que a única maneira de resgatar o dinheiro esquecido é pelo sistema oficial.

Próxima fase do Sistema Valores a Receber (SVR)

A próxima fase do SVR deve liberar R$ 4 bilhões. Em suma, poderão ser recuperadas quantias provenientes de contas de pagamento pré-pagas e pós-pagas encerradas com saldo disponível, além de contas finalizadas em corretoras e distribuidoras de títulos e valores imobiliários.

Veja também:   Vereadora é vítima de sequestro e usa cortador de unha para escapar

Pessoas físicas e jurídicas também poderão resgatar quantias de tarifas indevidamente cobradas, não previstas em termos assinados junto ao BC. Vale lembrar que a segunda fase trará novidades: fila de espera virtual e saque de dinheiro esquecido de cidadãos falecidos.