Da CNN

Foto: Getty Images

Cidades como Mariupol e Bucha ficaram irreconhecíveis após a chegada das tropas russas. Bombardeios e combates nos locais reduziram tudo a ruínas. O mesmo aconteceu em Borodyanka, mas com uma pequena diferença: um galo de cerâmica resistiu, e de repente tornou-se um dos símbolos da resistência ucraniana. Neste sábado (9) a figura ganhou ainda mais destaque, após Boris Johnson e Volodymyr Zelensky receberam cada um um objeto parecido.

O primeiro-ministro do Reino Unido e o presidente da Ucrânia andavam pelas desertas ruas de Kiev, capital agora mais segura depois do recuo das tropas russas, quando uma mulher os abordou com um objeto especial. Duas canecas com a figura do tal galo.

“Eu sou de Londres”, disse Boris Johnson à mulher, que lhe respondeu com um sorriso: “Eu sei, eu sou de Kharkiv”.

O tal galo foi desenhado por um famoso escultor ucraniano que trabalhou numa fábrica de cerâmica onde criou vários pratos, brinquedos e outras obras. Trata-se de Prokop Bidasiuk, artista nascido em 1895, e que chegou a ter o seu trabalho exposto no Museu Nacional de Artes Aplicadas.

Quando as imagens do seu resistente galo surgiram em Borodyanka, o objeto acabou sendo adotado como símbolo da resistência da Ucrânia, tornando-se também rapidamente um meme na Internet, que tem sido compartilhado pelos perfis dos serviços ucranianos.

Na imagem de Borodyanka foi possível ver uma casa totalmente destruída. Como por milagre, o galo não só ficou intacto, como até ficou de pé.

Veja também:   Cinema mundial se prepara para todo o glamour para o Festival de Cannes