compesaA Compesa está desenvolvendo um trabalho social em Afogados da Ingazeira, no Sertão do Pajeú, onde está sendo realizada a obra de implantação do sistema de esgotamento sanitário da cidade. As atividades foram iniciadas em janeiro, com visitas domiciliares às áreas beneficiadas pela obra. Nessas ocasiões, estão sendo repassadas informações sobre a obra e sua importância, além de explicações sobre o desenvolvimento de ações que podem, eventualmente, impactar no cotidiano das pessoas, além de distribuição de material educativo.

“Dessa forma, fortalecemos o apoio da comunidade e diminuímos os contratempos. A participação da população no desenvolvimento do empreendimento favorece a correta apropriação das melhorias implantadas”, destacou a assessora de Responsabilidade Social da Compesa, Fabíola Coelho.

Veja também:   Compesa divulga calendário de abastecimento em ST

O projeto trará inúmeros benefícios para a saúde dos 37 mil moradores do local, como a mitigação de doenças provenientes da exposição aos canais sem tratamento. Além disso, a obra permitirá a revitalização do Rio Pajeú, um dos contribuintes do Rio São Francisco.“Todo material coletado será transportado para estações de tratamento de esgoto e, só após o tratamento, será lançado no Rio Pajeú”, destacou o diretor Regional da Compesa no Sertão, Fernando Lôbo.

Estão sendo construídas duas estações de tratamento de esgoto, cinco estações elevatórias (sistemas de bombeamento) e estão sendo implantados 183 quilômetros de tubulações para coletar os esgotos da cidade.

Veja também:   Marconi Santana faz reunião com Compesa

Com a conclusão da obra, em dezembro de 2014, 90% do município terá coleta e tratamento de esgoto. O serviço, foi contratado por R$ 36 milhões e está sendo realizado em convênio com a Codevasf, com recursos do Ministério da Integração e do Governo do Estado/Compesa.