Confira como fazer o Recadastramento do Bolsa Família pelo CadÚnico

Do JC Online

O alerta de cortes no Bolsa Família, emitido pela ministra do Planejamento, Simone Tebet, sobre o pretexto de atualizar o cadastro de alguns beneficiários no CadÚnico já tem previsão para acontecer.

Inicialmente, durante uma entrevista ao Estadão, Tebet havia revelado que o recadastramento do Bolsa Família poderia acontecer entre fevereiro e março.

Após muita expectativa por parte dos beneficiários, a secretária de Avaliação, Gestão da Informação e Cadastro Único do Ministério do Desenvolvimento Social, Letícia Bartholo, revelou que o recadastramento do Bolsa Família começará de fato no mês de março.

Também em entrevista ao Estadão, a secretária revelou informações sobre como o recadastramento vai funcionar.

Outros detalhes sobre o grupo que será foco do recadastramento do Bolsa Família foram revelados ainda pela ministra Simone Tebet.

COMO VAI ACONTECER O RECADASTRAMENTO DO BOLSA FAMÍLIA?

Os cortes no Bolsa Família 2023 serão feitos a partir de um recadastramento no CadÚnico, sistema que recebe as informações sobre os beneficiários e determina se integram um dos perfis de quem tem direito ao Bolsa Família.

Veja também:   Agência do Trabalho anuncia vagas para ST

Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, Wellington Dias, estima-se que cerca de 2,5 milhões de cadastros no Bolsa Família, nomeado Auxílio Brasil durante a gestão anterior, tenham sido fraudados.

A expectativa do governo Federal em realizar estes cortes no Bolsa Família 2023 para garantir a comprovação do perfil dessas famílias, se realmente fazem parte dos critérios estabelecidos como regra para receber o pagamento do programa ou não.

A assessoria de comunicação do Ministério de Desenvolvimento Social divulgou ainda, nesta quarta-feira (1º), acreditar que muitos brasileiros que encontram-se em situação de vulnerabilidade e têm direito ao pagamento do Bolsa Família podem ter ficado de fora do programa, devido às falhas apresentadas no CadÚnico.

Veja também:   Concurso Miss ST 2017 divulga vídeo de candidatas;

QUEM PRECISA FAZER O RECADASTRAMENTO DO BOLSA FAMÍLIA?

O recadastramento no CadÚnico para definir os cortes no Bolsa Família 2023 será realizado com foco em um grupo específico de beneficiários do programa.

De acordo com o último balanço, estima-se que cerca de 21,9 milhões de brasileiros integram o grupo geral de beneficiários do Bolsa Família em 2023.

Deste quantitativo geral, 6 milhões de beneficiários são o foco dos cortes no Bolsa Família 2023 e, por isso, estão correndo risco de ficar sem o direito ao programa social de transferência de renda.

Segundo informações da ministra do Planejamento, os cortes serão feitos no grupo das famílias unipessoais, ou seja, formadas por apenas uma pessoa.

BENEFICIÁRIOS PODERÃO SOLICITAR O CANCELAMENTO DO BOLSA FAMÍLIA

Primeiro, essa pactuação de atualização cadastral com os Estados e os municípios do plano de ação, feita durante a semana passada Segunda-feira (13) agora assinamos o acordo com a Defensoria Pública da União.

Veja também:   Lessa apontou nome de quem o contratou, diz jornalista

Estamos colocando no aplicativo do Cadastro Único a funcionalidade que, se a pessoa unipessoal, que disse morar sozinha, entendeu a partir da campanha de utilidade pública que errou, pode já ali pedir para sair e depois agendar o cadastramento na família. Vamos retomar os processos de capacitação já agora em março. Em abril, a nossa ouvidoria já está funcionando de novo, atendendo as ligações.

QUANDO COMEÇA O RECADASTRAMENTO DO BOLSA FAMÍLIA?

Vamos verificar todos os unipessoais beneficiários do programa de transferência de renda neste ano. Essa revisão tem um cronograma: começa em março e termina em dezembro. As pessoas vão ser chamadas conforme o cronograma. Esses 5 milhões unipessoais serão chamados, serão revisados, e aí vai sair quem tiver de sair e vai entrar quem precisa entrar.