Confira os adicionais do Bolsa Família para julho

Foto: Jeane de Oliveira/ pronatec.pro.br

Por PronaTEC Notícias

Não é novidade para ninguém que o Bolsa Família é um dos maiores benefícios do Brasil atualmente. Afinal de contas, ele atende aos brasileiros em situação de vulnerabilidade social.

Vale destacar que para receber o benefício, é necessário se enquadrar nos critérios de elegibilidade do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS). O valor mínimo, de acordo com a lei, é de R$ 600 por família.

Contudo, algumas pessoas podem receber um Bolsa Família de maior valor. Na verdade, o Caixa Tem programou mais 4 bonificações, além do benefício tradicional. Algumas famílias também vão poder calcular o valor com base em outros critérios. Dessa forma, o valor será ainda maior do que R$ 600, alegrando diversos brasileiros. Continue lendo esta matéria para saber quem pode receber o benefício de julho junto com as bonificações.

Veja também:   Grave acidente deixa vítima fatal e um ferido

Saiba quais são as bonificações do Bolsa Família em julho

Antes de mais nada, é importante deixar claro que o pagamento do Bolsa Família possui duas formas de ser calculado. Conforme já mencionado antes, o valor mínimo do benefício é de R$ 600. Contudo, os brasileiros podem receber maiores valores, que variam de acordo com a faixa etária e número de integrantes de cada família. Abaixo, é possível conferir a tabela do benefício.

Aprenda a calcular sua transferência de renda

O benefício possui quatro adicionais.

  • O primeiro é o BPI (Benefício Primeira Infância), destinado às crianças que tenham até seis anos de idade. Ele foi anunciado durante a campanha de Lula (PT) e começou a ser pago em março deste ano – quando o Governo Federal assinou a MP (Medida Provisória) que oficializa o programa. O valor do adicional é de R$ 150;
  • O BVF (Benefício Variável Familiar) se desdobra em mais três adicionais. Dois foram anunciados pela primeira vez quando o Governo Federal assinou a MP do Bolsa Família. O terceiro foi criado pelo Senado Federal. Os três são de R$ 50, pagos desde junho. Para ter direito, é necessário ser criança de sete a 18 anos de idade, ser gestante ou lactante.
Veja também:   Homem de 44 anos é encontrado morto em açude de ST

Vale destacar que as famílias que tenham cinco integrantes ou mais, podem receber um benefício no valor de R$ 142 per capita (por pessoa). Ou seja, o valor mínimo do Bolsa Família é de R$ 600. As famílias com cinco pessoas, por exemplo, recebem R$ 710. Enquanto isso, famílias com 10 pessoas, podem receber R$ 1420. As informações foram confirmadas pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome.

Saiba quem pode receber o benefício

Para ter acesso ao Bolsa Família, é necessário ter uma renda mensal familiar de até R$ 218 per capita. Além do mais, a família precisa estar com sua inscrição atualizada no CadÚnico (Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal). Vale destacar que o cadastro no CadÚnico é feito de forma presencial. Para tal, o brasileiro precisa procurar por uma das unidades do CRAS, ou seja,  do Centro de Referência da Assistência Social).

Veja também:   Após quatro anos, nem fardamento e nem eleições diretas nas escolas de Serra Talhada saíram do papel