Conheça o maior bordel do mundo que tem 12 andares e é rosa

Do Metrópoles / Foto: Reprodução

Um prédio rosa, com 12 andares, têm feito sucesso na cidade de Colônia, na Alemanha. É que lá funciona o Pascha, conhecido como o maior bordel do mundo, e que já chegou a receber visita do rapper norte-americano Eminem.

São 120 garotas de programa em horário de pico, e 80 funcionários de diversos setores envolvidos no empreendimento. Além disso, há um total de 126 quartos, distribuídos em 9 mil m².

Criado em 1972, o Pascha atende até mil clientes por dia, e já chegou a ser palco de um show do rapper 50 Cent.

Em seu portal, o Pascha ainda afirma que possui diversas opções de lazer, como um bar aberto 24 horas, acesso 24h à máquina EC na casa, café da manhã no quarto, WiFi grátis, academia, e até mesmo o que é descrito como um solário.

Veja também:   Cinco séries imperdíveis para ver em janeiro de 2023

Os solários, em geral, são locais para se tomar banhos de sol, que podem ou não contar com câmaras de bronzeamento.

Bordel com todas as línguas

O estabelecimento conta, ainda, com funcionários multilíngues e elevador. O nome Pascha também é um termo em latim, e deriva do termo hebraico Pesach. Pesach faz alusão à Páscoa (cujo símbolo é o coelho, animal também muito associado ao sexo), à passagem e ao renascimento.

A estimativa é que, durante o maior campeonato europeu de futebol entre nações, a Eurocopa, os programas relacionados a sexo oral custem o equivalente a R$ 545 aos frequentadores.

Veja também:   Iberia e AirFrance cancelam voos para Caracas

O bordel está localizado às margens do rio Reno e, até 1995, tinha o nome de Eros Centre. O estabelecimento havia pedido falência por conta da pandemia de Covid-19, em 2020. Só foi reabrir em 2022, após a recuperação financeira e uma reforma.

A prostituição

A prostituição é uma das profissões mais antigas do mundo, tendo nascido na Babilônia, como ode à deusa do amor, Ishtar.

A prostituição foi legalizada na Alemanha em 2002, e conta com a Lei de Proteção à Prostituta desde 2017. Os estabelecimentos necessitam de uma licença de funcionamento e todas as profissionais do sexo necessitam de registro. Há, ainda, leis que proíbem a prostituição forçada, o tráfico humano e o abuso de menores.

Veja também:   Surto de diarreia atrapalha Ceará, Madureira e Rio Claro

No Brasil, a prostituição não é crime, e é reconhecida como uma atividade pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) por meio da Classificação Brasileira de Ocupações (CBO). Contudo, manter um estabelecimento que usa da exploração sexual, é, e é passível com dois a cinco anos de reclusão, além de multa.