Publicado às 04h25 desta sexta-feira (24)

O mau exemplo de boa parte dos brasileiros que ficou imortalizado na popular ‘Lei do Gérson’, de querer levar vantagem em tudo, vem crescendo em Serra Talhada e região no quesito vacinação contra a Covid-19. Nessa quinta-feira (23), durante o programa Falando Francamente, na TV Farol, a diretora da XI Gerência Regional de Saúde (Geres), Karla Millene, condenou a prática de pessoas que estão buscando unidades de saúde na tentativa de fraudar a carteira de vacinação. Ou seja, recusam a vacina, mas querem manter-se como vacinados, muitas vezes, por pressão da empresa em que trabalha. O fato vem ocorrendo em Serra Talhada e demais municípios que compões a XI Geres. Ela também condenou as pessoas que tentam escolher vacinas na hora da aplicação.

“Infelizmente ainda temos relatos de pessoas que chegam em unidades de saúde perguntando qual é a marca e se não for a marca que deseja vai embora sem tomar a vacina e ainda tem trabalhadores que estão pedindo a carteira de vacina como se tivesse tomado a vacina para apresentar na empresa porque as empresas estão começando a exigir. Isso não é ético, isso é errado. A pessoa não tomar a vacina e propor a um profissional de sala de vacina que confeccione uma carteira como se tivesse tomado as duas doses. Não só em Serra Talhada, mas dos municípios no geral, temos recebidos queixas das coordenações de Programa Nacional de Vacinação (PNI) de usuários chegando nas unidades básicas com essa proposta indecente, fraudulenta, que não garante  sua proteção, nem da sua família, nem da coletividade onde você vive e trabalha”, alertou Milene.

SÁBADO É DIA D

Veja também:   Confira a previsão para todos os signos hoje (16/05)

Ainda durante a entrevista, Karla Milllene se mostrou otimista com a campanha de vacinação para assegurar a segunda dose em quem ainda não tomou, especialmente a AstraZeneca que estava em falta. Amanhã (sábado, 25), a Faculdade de Formação de Professores (Fafopost) será o ‘QG’ para quem deseja buscar a segunda dose.

“Serra Talhada está fazendo o cadastramento e já anunciou que no próximo sábado, 25 de setembro, que vai ser uma campanha nacional que é a Campanha D2, ou seja, da segunda dose. Serra Talhada também vai estar vacinando os adolescentes de 17 anos. Hoje (quinta-feira) pela manhã, tivemos reunião com todos os coordenadores de vigilância em saúde, atenção básica e PNI dos dez municípios orientando e reforçando que as salas de vacinação devem estar todas funcionando no próximo sábado para a gente otimizar não só a segunda dose de vacina AstraZeneca que está atrasada, mas também de outros laboratórios, dos retardatários que ainda não tomaram a D1”,disse a gestora.

VACINAÇÃO ENTRE 12 E 17 ANOS

“A gente ainda não recebeu do Ministério da Saúde uma pauta oficial de vacinas para adolescentes que não fazem parte dos grupos prioritários, mas os municípios que têm vacina Pfizer suficiente já estão avançando e Serra Talhada já vai dar o pontapé inicial começando pela faixa etária de 17 anos com adolescentes que não fazem parte do grupo prioritário e tão logo a gente receba mais vacinas, com essa pauta específica, a gente dá continuidade a distribuição  e avançamos para as outras faixas etárias menores de 17 anos em Serra Talhada”, concluiu Karla Millene.