Cresce o número de casas abandonadas no Vila Bela, em ST

Publicado às 05h15 desta segunda-feira (5)

O bairro Vila Bela, em Serra Talhada, faz parte do programa de habitação popular “Minha Casa, Minha Vida”, do Governo Federal juntamente com a Caixa Econômica Federal, para garantir moradia para famílias de baixa renda. 

Apesar do Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) do município ter feito o seu trabalho no período de cadastramento, selecionando famílias que deveriam receber as chaves de suas novas residências, após a inauguração em 2013, até os dias atuais, as denúncias de abandono não param. 

Veja também:   Indígenas ocupam escola em Floresta, no Sertão

“Na rua da casa da minha sogra há essas duas casas abandonadas, enquanto eu estou precisando de uma casa para morar.  As casas abandonadas ficam na Rua Luiz Aureliano de Carvalho, bairro Vila Bela”, contou a mulher que pediu anonimato ao Farol de Notícias.

Ela ainda contou ao Farol que procurou o CRAS há cerca de dois anos, e aguarda por uma oportunidade. A mulher é integrante do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadúnico), mãe de uma criança, e mora com o esposo na casa da sogra, dividindo espaço com ela e mais três cunhados.

Veja também:   Grávida cai de leito de maternidade e morre

O OUTRO LADO

Nesta quinta-feira (01), o Farol de Notícias entrou em contato com Núbia Sampaio, secretária da pasta de Assistência Social e Cidadania de Serra Talhada, que esclareceu sobre qual entidade seria responsável pela inclusão de novos beneficiários ao programa Minha Casa, Minha Vida”, quando há situação de abandono do imóvel. Confira abaixo:  

Nota da Secretaria de Assistência Social e Cidadania 

“A Secretaria de Assistência Social e Cidadania informa, em resposta a matéria veiculada neste portal de notícias, que a fiscalização e permuta de beneficiários contemplados com imóveis pelo programa “Minha Casa, Minha Vida” é de competência da Caixa Econômica Federal. 

Veja também:   Confira os detalhes da FLIST na 2ª noite

Logo, não é possível que esta Secretaria realize inclusão de novos beneficiados, mesmo diante de abandono de imóveis, sem que haja autorização da instituição financeira com quem o titular do benefício possui contrato. A equipe da secretaria está à disposição para quaisquer esclarecimentos”. 

Cresce o número de casas abandonadas no Vila Bela, em ST Cresce o número de casas abandonadas no Vila Bela, em ST