Farol com JC Online

O secretário dos Transportes do Governo Estado está sendo ‘fritado’ pela população do interior do Estado, por dois motivos: o primeiro, por ter sido flagrado dirigindo bêbado pela polícia, no início da semana, em Recife. Segundo, porque já faz um ano que ele prometeu recapear a PE-390, que liga Serra Talhada a Floresta. Atualmente a estrada se encontra deplorável.

O flagra que o secretário dos Transportes de Pernambuco, Isaltino Nascimento, sofreu na blitz da lei seca, na madrugada da última segunda-feira, em Boa Viagem, vem dando o que falar. Tanto que as especulações do episódio nas redes sociais eram de que Isaltino poderia entregar o cargo. A secretaria de imprensa, porém, negou que que o governador tivesse convocado Isaltino ao Palácio para dar explicações.

O auto de infração demonstra que o veículo dirigido pelo secretário foi abordado por uma equipe de blitz da Lei Seca na Av. Antônio Góis, diante do nº 340, no Pina. Solicitado a fazer o teste do bafômetro, o secretário se recusou. Como apresentava sinais de embriaguez, como hálito de álcool e olhos avermelhados, de acordo com o auto, os agentes apreenderam a carteira de habilitação, foi feita a notificação, que corresponde à multa máxima do Código de Trânsito (R$ 957,70), e ele deverá ter a permissão para dirigir suspensa por um ano. O carro foi liberado a uma mulher que o acompanhava.

LEIA MAIS Isaltino é flagrado em blitz da lei seca

Além da infração ao Código de Trânsito, o incidente tem agravantes: o veículo, uma camionete Toyota Hilux-SW4 (KJE 0608-PE), pertence a uma locadora e está locado à Assembleia Legislativa, usando assim carro oficial sem estar em serviço; e está utilizando do Legislativo quando está licenciado do mandato.

Veja também:   Ministro Alexandre Moraes diz que a internet deu voz aos imbecis

A infração não tem como ser negada. Cópias do boletim de ocorrência e da CNH apreendida circulavam pela internet. O primeiro a revelar a notícia foi o Blog do Magno, que atua na área política. Tanto o secretário quanto a sua equipe de assessoria de imprensa se esquivaram de atender os telefones e retornar os contatos desde que o episódio foi detalhado por blogs e sites.