Da CNN Brasil

Foto: Reprodução/CNN

O Brasil registrou nesta terça-feira (2) o recorde de mortes diárias na pandemia, com 1.641 óbitos em 24h. No total, são mais de 257 mil mortos em decorrência da Covid-19 no país.

Para a pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Margareth Dalcomo, a situação era esperada e o momento é de tomar medidas restritivas para que a situação em abril seja melhor do que a atual.

“O que está acontecendo agora é a crônica de uma morte anunciada. Poderíamos ter evitado grande parte do caos se tivéssemos tido medidas de contenção, medidas administrativas, fiscalização efetiva e consciência cívica da sociedade. Pedimos para que as pessoas não fizessem festas no carnaval e isso não aconteceu,” disse Dalcomo.

Questionada sobre quais medidas os governantes devem tomar para mitigar os efeitos da pandemia, a pesquisadora da Fiocruz defende ações regionalizadas.

“Temos que ter atitudes drásticas em locais de maior gravidade para que outros locais onde a situação não está tão ruim possam acudir pacientes que tenham que ser transferidos. Medidas devem ser de acordo com gravidade epidemiológica do local.”