Atualizado às 9h10 desta segunda-feira (22)

O governo do Estado não vem cumprindo a sua parte com relação ao repasse de medicamentos para a rede municipal de saúde de Serra Talhada há mais de um ano. Segundo profissionais de saúde que atuam no setor, o município vem “tapando o buraco” deixado pela gestão estadual durante todo o ano de 2012 e nos primeiros meses deste ano. Só em 2012, foram deixados de repassar R$ 149.346,86 em medicamentos.

“Até agora, em 2013, também não recebemos nada. Esse problema não está acontecendo somente em Serra Talhada, mas em outros municípios daqui da região”, confirmou um farmacêutico, que pediu para não ter o nome divulgado.

Ele explica que os medicamentos repassados são armazenados e administrados pelo Centro de Saúde municipal e, no tocante ao governo do Estado, deveriam chegar mediante envio pelo Lafepe (Laboratório Farmacêutico do Estado de Pernambuco). A gestão é feita de modo tripartite, com repasses do Governo Federal, Estado e município.

“O problema é que o Governo Federal vem cumprindo com a sua parte, e o município também, mas como a cota do estado não está chegando, temos nos desdobrado para suprir o rombo. Mas já houve desfalque de medicamentos, sim, por conta disso”, disse outro farmacêutico ligado à rede municipal.

Em termos de faturamento médio, o Lafepe arrecada anualmente algo em torno de R$ 100 milhões desenvolvendo, produzindo e comercializando medicamentos destinados às necessidades das políticas de saúde pública.

Veja também:   Sebastião diz não ser traidor e detona Novaes: 'Lambe botas'