O pré-Carnaval e o Carnaval deste ano renderam quase três vezes mais denúncias de violência contra a mulher do que o mesmo período do ano passado. O dado é do Ligue 180, a Central de Atendimento à Mulher em Situação de Violência. Entre os dias 1º e 9 de fevereiro foram 3.174 relatos de agressão. O aumento é de 221% em relação ao registrado em 2015, quando foram feitas 1.158 denúncias entre os dias 10 e 18.

Do total de denúncias de violência neste ano, 51,18% (1.901) corresponderam à violência física; 28,43% (1.056) à violência psicológica; 7,51% (279) ao cárcere privado; 7,16% (266) à violência moral; 3,34% (124) à violência sexual; 2,29% (85) à violência patrimonial; e 0,08% (03) ao tráfico de pessoas.

Como a Folha de S.Paulo mostrou na quinta-feira (11), o Carnaval deste ano foi marcado por campanhas que se popularizaram nas redes sociais pedindo que as mulheres fossem respeitadas, esclarecendo a diferença entre paquera e assédio e até ensinando um passo a passo para homens sobre como “não ser um canalha” durante a festa.

Da Folha Press

Veja também:   Vendedor de canetas de Belém se torna milionário aos 26 anos