Do Diario de Pernambuco 
A depressão tropical Fred se aproxima de Cuba e ameaça a Flórida, no sudeste dos Estados Unidos, onde chegará reforçada no sábado, informou o Centro Nacional de Furacões (NHC) dos Estados Unidos nesta sexta-feira (13).
O sexto ciclone da temporada de furacões no Atlântico se encontra a 95 km ao nordeste da cidade cubana de Camagüey e a 505 km ao leste-sudeste de Cabo Hueso, no sul da Flórida, segundo a organização.
Fred avança em direção oeste-noroeste a cerca de 17 km/h com ventos máximos sustentados de cerca de 55 km/h e rajadas mais fortes.
O NHC, que prevê um fortalecimento do ciclone nas próximas horas, emitiu alertas de tempestade tropical para os cabos da Flórida e a baia da Flórida.
O centro também mantém sob vigilância as províncias cubanas de Ciego de Ávila, Camagüey, Las Tunas, Holguín e Granma; e outra área da Flórida, que abrange North Key Largo, no sudeste do estado, até Englewood, ao oeste, no golfo do México.
“Segundo a trajetória prevista, Fred deve se deslocar ao longo ou apenas ao norte das regiões leste e central de Cuba durante a noite” de sexta-feira, informou o NHC, com sede em Miami.
Depois, “se aproximará dos cabos da Flórida no sábado” e “da costa oeste da Flórida no domingo”, acrescentou.
O ciclone pode se transformar em uma tempestade tropical durante o dia, alertou o centro meteorológico. Para que isso ocorra, deverá alcançar ventos máximos sustentados de ao menos 63 km/h.
Segundo o serviço meteorológico americano em Miami, Fred pode provocar chuvas torrenciais na Flórida, especialmente na costa leste do estado.
Veja também:   Poluição mata 9 milhões de pessoas por ano, diz estudo