Dinheiro esquecido: veja como resgatar de R$ 10 a R$ 1 mil
Foto: Jeane de Oliveira/FDR

Do FDR

O SVR já completou dois anos de funcionamento, e desde que foi lançado pelo Banco Central já permitiu que R$ 6 bilhões fossem resgtados pelos cidadãos até janeiro de 2024. Mas, ainda existem quase R$ 8 milhões que estão disponíveis e que podem ser sacados.

Quanto pode ser sacado de dinheiro esquecido no BC?

Não existe um valor mínimo que pode ser sacado pelo Banco Central. Qualquer dinheiro esquecido fica autorizado para que seja recebido. De acordo com a instituição, 63,47% dos resgastes devem ser de até R$ 10. O total de beneficiários com dinheiro foram divididos pelas seguintes faixas:

Número de beneficiários por faixa de valor a receber:

  • entre R$ 0,00 e R$ 10,00: 31.739.751 beneficiários
  • entre R$ 10,01 e R$ 100,00: 12.577.082 beneficiários
  • entre R$ 100,01 e R$ 1.000,00: 4.816.468 beneficiários
  • acima de R$ 1.000,01: 876.568 beneficiários

Segundo o BC, o beneficiário com valores a receber em mais de uma faixa é contado mais de uma vez.

Como resgatar o dinheiro esquecido no banco?

Os dados do Banco Central também mostram que a maior parte do dinheiro está esquecido em bancos, são R$ 4,7 bilhões ao todo. Mas também há valores para serem resgatados em financeiras, administradoras de consórcios, e outras.

Veja também:   Brasileiros ainda não sacaram R$ 7,18 bi de valores a receber

O saque começa com o login pelo Gov.br para fins de consulta, e finaliza com o PIX feito na chave de número de CPF do cidadão. O resgate do dinheiro de falecidos é diferente, eu explico como funciona nesta matéria.

  • Acesse o Valores a Receber no site do Banco Central;
  • Clique em “Consulte valores a receber”;
  • Informe número de CPF/CNPJ e data de nascimento. Transcreva os caracteres informados como forma de segurança, e selecione “Consultar”;
  • O sistema vai informar se há alguma quantia disponível para resgate, mas para dar continuidade é preciso fazer login;
  • Após a consulta, com saldo disponível clique em “Acessar o SVR”;
  • Faça login no Gov.br;
  • Clique em “Meus valores a receber” e concorde com os termos;
  • Haverá uma lista com os valores disponíveis, selecione o que deseja resgatar;
  • Em seguida informe que a transferência será feita via PIX;
  • Confirme.
Veja também:   PIS/Pasep: trabalhadores têm até 28/12 para sacar abono salarial