Dois homens abriram fogo em uma mesquita de Quebec em uma ação que deixou seis mortos e oito feridos, um ato que o primeiro-ministro canadense Justin Trudeau classificou de “ataque terrorista”. Christine Coulombe, porta-voz da polícia local, afirmou em uma entrevista coletiva que as vítimas fatais têm entre 35 e 70 anos e que dois suspeitos foram detidos após o ataque.

A polícia considera o incidente como um “ato terrorista”. As autoridades não descartam a possibilidade de um terceiro suspeito, que teria conseguido fugir do local. “Condenamos este ataque terrorista contra os muçulmanos em um centro de culto e refúgio”, afirmou Trudeau em um comunicado. “Os muçulmanos canadenses são parte importante de nosso tecido nacional. Estes atos sem sentido não têm espaço em nossas comunidades, cidade e país”, completou.

O motivo do ataque ainda não foi determinado. A polícia iniciou uma vasta operação após tiroteio, que aconteceu durante a oração noturna. De acordo com testemunhas, dois homens com máscaras entraram na mesquita por volta das 19H15 desse domingo, 29 (22H15 de Brasília). “Parte o coração ver esta violência sem sentido”, afirmou Trudeau, antes de acrescentar que a “diversidade é nossa fortaleza e a tolerância religiosa é um valor que, como canadenses, valorizamos”.

Leia mais no NE10