Dorival cita importância da Copa América em reconstrução da Seleção
Goleiro: Ederson (City-ING) – Foto: Vitor Silva/CBF

Por Gazeta Esportiva

Dorival Júnior já tem a lista dos jogadores que vão disputar a Copa América de 2024. O técnico divulgou os 23 nomes que vestirão a Amarelinha nos Estados Unidos. entre os dias 20 de junho e 14 de julho, nesta sexta-feira.

O experiente treinador destacou a importância da competição para o Brasil, que vive um momento de reconstrução. Na sua visão, aliás, o torneio pode ser comparado a uma Copa do Mundo.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

“É uma competição importante, que nos dará essa proximidade com uma Copa do Mundo. Será um referencial. Cada jogador que vista essa camisa tem que entregar o seu melhor. Estamos totalmente debruçados em cima da Seleção Brasileira. Será assim até a nossa estreia na Copa daqui a dois anos. Sentimos nos brasileiros colocações de satisfação e prazer após os amistosos. É esse o resgate que queremos. Queremos que todos participem desse processo de recuperação. A Seleção tem uma obrigação muito grande, é uma responsabilidade enorme. Temos que fazer o máximo para passar dignidade ao torcedor, que ele tenha prazer de vivenciar a Seleção”, disse.

Veja também:   Árbitro relata em súmula xingamento de mascote do Dragão

“Teremos uma competição que demanda um longo tempo juntos. Essa equipe vai poder adquirir tudo aquilo que imaginamos. Espero que essa resposta aconteça em campo. O trabalho vai ser intenso em busca de um equilíbrio e da melhor performance possível. Típica competição que se assemelha muito a uma Copa do Mundo em relação ao período em que estaremos juntos. Espero que levemos até a última partida. Essa é a confiança. Esse grupo está montado para isso”, ampliou.

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)

“Vamos fazer uma competição por etapas. Tentar ser a melhor equipe possível na primeira fase, esse é o primeiro grande desafio. Teremos um tempo de trabalho para melhorar o que foi apresentado nos dois amistosos iniciais. Tudo é questão de tempo e paciência”, completou.

Veja também:   Com gol no final, CRB vence Ceará e larga na frente por vaga nas oitavas

Antes da Copa América, a Seleção Brasileira terá dois amistosos, contra o México dia 8 de junho, no Kyle Field, no Texas (EUA), e contra os Estados Unidos no dia 12, no Camping World Stadium, em Orlando (EUA).

O Brasil larga na Copa América no dia 24 de junho, contra a Costa Rica, no SoFi Stadium, em Los Angeles (EUA). Na sequência, a equipe encara o Paraguai, no dia 28 do mesmo mês, e a Colômbia, em 2 de julho.

A Seleção não vence um jogo oficial desde o dia 12 de setembro, quando superou o Peru, por 1 a 0, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2026. Desde então, foram três derrotas e um empate.

Veja também:   Palmeiras segue no mercado por outro centroavante