Foto: Farol de Notícias/Celso Garcia

Publicado às 10h27 desta segunda-feira (20)

Com informações da repórter Manu Silva (captação e edição de vídeo Alan Costa e Augusto Lux)

O ex-prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, pré-candidato a deputado estadual, era um dos que estavam mais à vontade no evento que selou o deputado Sebastião Oliveira como vice de Marília Arraes na disputa pelo Palácio Campos das Princesas. Antes do evento, nesse domingo, Duque chegou a ter uma conversa reservada com Sebá, e vibrou com a presença do ex-prefeito Carlos Evandro. Ao ser questionado pelo Farol, sobre as críticas de estar ao lado de antigos desafetos, ele foi objetivo.

“Estou como sempre estive, fiz oposição ao PSB enfrentei o PSB em Serra Talhada por quatro eleições, fui eleito prefeito, reeleito prefeito de Serra Talhada, elegemos a prefeita Márcia em oposição ao PSB. Na eleição passada votei em Armando Monteiro, queria votar em Marília, lançamos Marília lá em 2017 e agora o sonho se concretiza. Marília incorporando o sentimento de pernambucanidade e ela tem que juntar, ela tem que somar e essa junção de Sebastião, Carlos Evando, André de Paula, é a vontade de pessoas que pensam no bem de Pernambuco e que juntos se somam num projeto que Marília defendeu, que é a volta do povo ao poder”, cravou, rebatendo o discurso dos socialistas em prol de Danilo Cabral.

VEJA A ENTREVISTA COM DUQUE APÓS O EVENTO 

“É muita desigualdade, o estado é campeão em desemprego, o estado tem um dos piores indicadores do país e nós precisamos voltar a respirar novos ares no estado. Eu me assusto quando eu vejo a imprensa, quando vejo políticos da situação dizer: ‘olha, onde a máquina moer, Danilo vai ganhar’. Tiveram 8 anos para moer essa máquina e essa máquina trabalhou o tempo inteiro e agora o discurso é de moer máquina”.

Veja também:   Pet Ker revoluciona mercado em Serra Talhada

LULA E MARÍLIA

Ainda durante a entrevista, Luciano Duque disse que o momento e de otimismo, e sente novos ares em Pernambuco, com a pré-candidatura de Marília e o retorno do ex-Presidente Lula na disputa pelo Palácio do Planalto.

“As pessoas não vão se vender, as pessoas querem um governo que olhe para o desenvolvimento, que incorpore o sentimento de mudança e fundamentalmente se junte ao projeto de mudança desse país, do fortalecimento da democracia, Luiz Inácio Lula da Silva voltando a respirar novos ares nesse país. Eu sou daqueles que creem que Pernambuco se encontrou e se encontro no projeto Marília que vai mudar Pernambuco e vai mudar pela primeira vez na história com o emprego do empoderamento feminino assim como foi em Serra Talhada fazendo Márcia Conrado prefeita e agora Marília governadora”, reforçou.