Fotos Alejandro García/Farol de Noticias

Atualizado ÀS 17h desta quinta-feira (3)

Apenas os servidores da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) que trabalham na Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UAST) decretaram greve nessa quarta-feira (2) e paralisaram as atividades por tempo indeterminado. O servidores protestam por melhorias salariais. Em conversa com o FAROL, representantes da categoria dos servidores explicam que a greve se justifica após um acordo descumprido pelo governo Federal.

“As universidades federais brasileiras fecharam um acordo com o Governo Federal na greve de 2012 e o acordo está sendo descumprido pelo Governo. Um exemplo claro desse descumprimento do acordo é garantir aos aposentados que estavam na universidade antes de se aposentar e que fizeram curso de capacitação e qualificação tenham essas cursos reconhecidos pelo Governo, o que não vem acontecendo. O Governo não está reconhecendo estes cursos, portanto está tendo um prejuízo muito grande para a categoria dos aposentados da nossa universidade”, disse Fernando Revoredo, coordenador de comunicação dos técnicos da UFRPE.

Veja também:   Padre é preso por desviar dinheiro de fiéis para financiar orgias com drogas

GREVE UAST 01

Ainda, de acordo com Revoredo, outras bandeiras de luta estão inseridas no movimento e a adesão em Serra Talhada é satisfatória. “A adesão dos técnicos aqui da unidade de Serra Talhada, da UAST, está muito boa. Nós viemos de Recife com 41 técnicos para ajudar os técnicos daqui na organização da greve. São cerca de 60 técnicos que tem aqui na UAST. Viemos de Recife com esses 41 técnicos para denunciar o que está acontecendo internamente com os hospitais federais”, disse, acrescentando:

Veja também:   Putin prevê década "perigosa e imprevisível" e fala sobre eleições no Brasil

“Participamos dentro da Aula Inaugural do período letivo de 2014.1, que se iniciou ontem, denunciando isto. Foi passado um espaço para a sociedade saber como está sendo o andamento da nossa greve. Participamos da Aula Inaugural em Garanhuns também, na UAG. Em Recife, hoje (03) está acontecendo uma assembleia dos técnicos para avaliar o que está acontecendo em Brasília”.

GREVE UAST 05