microcefaliaEm novo boletim divulgado nesta quarta-feira (3) em Pernambuco, o número de casos suspeitos de microcefalia no Sertão do estado aumentou de 105 para 111. Das 18 cidades monitoradas pela Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) cinco registraram novas suspeitas. Orocó que até então não tinha aparecido como cidade do Sertão com registro de microcefalia, apontou um caso suspeito.

Segundo o boletim do estado, Petrolina tem 11 casos suspeitos de microcefalia e um óbito de feto registrado. Porém segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a cidade tem nove casos notificados e dois fetos mortos com a malformação.

Veja também:   Serra-talhadense cai no 'golpe da comissão' e perde quase R$ 2mil

No boletim anterior divulgado pela Secretaria estadual no dia 26 de janeiro deste ano, o município de Cedro tinha apenas um caso e aumentou para dois. Salgueiro tinha sete casos de microcefalia registrados e subiu para oito. Araripina tinha 10 e foi para 11 notificações da malformação e Ouricuri que tinha registrado 19 passou para 20.

Não registraram aumento nos números de casos as cidades de: Cabrobó e Granito com um;Santa Filomena com dois; Moreilândia, Santa Cruz e Santa Maria da Boa Vista com quatro; Ipubi com cinco; Parnamirim com seis; Serrita e Bodocó com sete e Exu com 12 casos suspeitos.

Veja também:   Produtor Geraldo Magalhães e a cantora Lila se apresentam na TV FAROL

Além de Petrolina, em Bodocó também houve uma morte de feto. A microcefalia é uma malformação em bebês com perímetro cefálico igual ou menor a 32 centímetros.