Empresa emite nota sofre furto de serra-talhadensesPublicado às 18h19 desta quinta-feira (16)

Após matéria do Balanço Policial, no Farol de Notícias, a empresa Erivantur, uma das mais antigas do ramo de transportes de Serra Talhada, emitiu uma nota de esclarecimento rebatendo as informações veiculadas pela vítima de furto.

A reportagem não divulgou o nome da empresa, uma vez que a Polícia Civil teve o cuidado de preservar. Entretanto, a Erivantur fez questão de pronunciar sobre o assunto.

De acordo com a Polícia Civil, o casal de comerciantes furtado após retornar de compras na Feira da Sulanca em Caruaru, na última segunda-feira (13), por volta das 8h. O prejuízo em mercadorias informado na Delegacia foi de R$ 3 mil.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Li a matéria e percebi quem em nenhum momento foi citado a nossa empresa, porem o ocorrido foi em um dos nossos veículos e que foi espalhado em várias redes sociais e principalmente em grupos de Whatsapp.

Dessa forma gentilmente solicito que seja publicado a nossa nota de esclarecimento. Fico e grato e segue abaixo o texto:

“A empresa de viagens e turismo Erivantur vem a público esclarecer inverdades publicadas em rede social, rádio e sites de notícias de Serra Talhada-PE, a cerca do suposto furto de bagagem da cliente Ana Maria da Silva ocorrido no Estacionamento do Pátio da Feira da Sulanca na Cidade de Caruaru-PE.

Veja também:   A taxista que venceu barreiras em Serra Talhada

Primeiramente vem agradecer a todos os clientes e amigos pelas diversas mensagens e ligações de carinho e compreensão demonstrando credibilidade em seu trabalho, visando esclarecer a todos que conhecem a maneira de trabalho e o comprometimento da empresa.

Os fatos ocorridos aconteceram da seguinte forma:

Na Noite do dia 12 de maio de 2019, a cliente Ana Maria da Silva viajou com a empresa Erivantur para a Feira da Sulanca em Caruaru-PE com a finalidade de fazer compras, ocorre que a consumidora informou que colocou sua mercadoria adquirida no interior do ônibus no dia seguinte (dia da feira) e saiu, quando voltou percebeu que alguém furtou seus bens.

Veja também:   Ativista visita ST para debater Meio Ambiente e Direitos Sociais

Informou a cliente a empresa que suas compras eram no valor de R$ 3.000,00 (três mil reais), Porem sem nenhuma comprovação referente à quantia informada, sem comprovação e sem apresentação de Nota fiscal, Cupom fiscal, Recibo de Compras e etc. Em seguida a empresa Erivantur orientou a realizar Boletim de Ocorrência para resguardar seus direitos, e tentou fazer um acordo para diminuir os seus prejuízos, porém não foi aceito pela vítima.

Em seguida, Ana Maria compartilhou informações incoerentes, ofensas e difamação a empresa Erivantur por meio de aplicativos de celular, sites dentre outros.

Tais postagens foram compartilhadas e vistas por muitas pessoas, expondo “inverdades” e desconsiderando os fatos ocorridos. Informa-se ainda, que não foi permitido à Erivantur o direito de resposta e defesa devidos.

Veja também:   Candidatos já podem ter acesso a locais de prova

Registre-se que a empresa Erivantur atua há mais de 40 anos em Serra Talhada-PE sempre arcando com suas responsabilidades, civis, trabalhistas, administrativas e penais. E possui um padrão de atendimento oferecendo respaldo a qualquer cliente que tenha qualquer tipo de insatisfação, independentemente de ter responsabilidade ou não.

A empresa já tomou as providências cíveis e criminais contra a cliente, a fim de respeitar o trabalho sério e dedicado da Erivantur aos cidadãos de Serra Talhada-PE e Região. Sempre primando pela oferta dos melhores serviços e benefícios a seus clientes, nos colocamos à disposição de todos para quaisquer esclarecimentos.

Atenciosamente,

Empresa Erivantur

Serra Talhada – PE, 15 de maio de 2019.

Edmíscio Alves de Medeiros
(Diretor Geral)