Da Folha de PE

Seguem até a próxima sexta-feira (20) as inscrições para o programa Seda Dream, da escola irlandesa Seda College. O projeto oferta 200 bolsas para brasileiros que pretendem estudar inglês ou fazer intercâmbio na Europa. Do total de bolsas, 10 são integrais e as outras 190 têm descontos de até 50%. Os selecionados irão estudar e trabalhar em Dublin, na Irlanda.

O candidato precisa ter no mínimo 18 anos e fazer a inscrição no site do programa. A taxa do processo seletivo custa R$ 97.

A matrícula no programa torna o candidato automaticamente elegível a uma das bolsas e garante o acesso por três meses à plataforma Seda College Online, com mais de 60 cursos de inglês de todos os níveis, do básico ao avançado.

“Dar oportunidade para brasileiros estudarem fora é um dos objetivos da Seda College. Além disso, aprender um novo idioma e possuir vivência no exterior são conquistas importantes para conseguir oportunidades de trabalho dentro e fora do país”, afirma a CEO da Seda College, Vanessa Melo.

Seleção
De acordo com a Seda College, a seleção do bolsistas acontecerá nos sábado (21) e domingo (22).

Os candidatos deverão fazer uma prova com 50 questões de inglês, lógica e conhecimentos gerais sobre a Irlanda e a Seda College.

A soma dos pontos na prova equivale ao valor do desconto para as bolsas parciais, que pode chegar a até 50%. Ou seja, se o candidato acertar 46 questões, conseguirá 46% de desconto; caso acerte 33 questões, conseguirá 33% de desconto, e assim sucessivamente.

A prova não tem caráter eliminatório e todos os alunos que finalizarem o teste estarão elegíveis a concorrer às bolsas integrais, que serão disponibilizadas por meio de sorteio.

Veja também:   Um adolescente é morto e três são feridos em tiroteio

O anúncio dos ganhadores das bolsas integrais e da divulgação das notas das provas de cada participante acontece por meio de uma live, na próxima segunda (23).

No mesmo dia, serão abertas as matrículas para as bolsas parciais, que terão suas vagas encerradas por ordem de adesão.

O diferencial do programa deste ano está na possibilidade de os estudantes que optarem pelo curso de 6 meses poderem trabalhar legalmente no país e financiarem parte de seus estudos ganhando em euro. A instituição possui projetos com empresas da Irlanda e oferece mais de 500 vagas de trabalho em diferentes áreas.