Do Diario de Pernambuco 
Os depoimentos da ex-mulher e da ex-sogra de Lázaro Barbosa Sousa, 32 anos, foram adiados. O Correio apurou que a ex-mulher teria passado mal durante o interrogatório, o que motivou o adiamento. Lázaro foi morto na manhã desta segunda-feira (28), no Setor Itamaracá, em Águas Lindas de Goiás.
O suspeito foi capturado por volta das 9h50 e, 10 minutos depois, foi confirmada a morte. Lázaro deu entrada no Hospital Bom Jesus, mas estava sem vida. O corpo foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML) de Luziânia.
Em entrevista coletiva à imprensa, o secretário de Segurança Pública do Estado de Goiás, Rodney Miranda, afirmou que Lázaro buscava um ponto de apoio e estava indo em direção à casa da ex-sogra e da ex-mulher, em Águas Lindas. Câmeras do circuito interno de segurança de uma residência captaram o suspeito caminhando em via pública por volta das 20h deste domingo (27).
A ex-mulher e a ex-sogra foram encaminhadas à Delegacia Regional de Águas Lindas, mas não prestaram depoimento, pois, segundo a polícia, a ex-mulher passou mal na sala. Não há previsão, no entanto, de quando as duas irão depor.
Prisão
Lázaro foi alvejado com cerca de 30 tiros, segundo informou o secretário de Comunicação do Governo, Marcos Alexandre.