Família contesta PM no caso de agressão a autistaPublicado às 04h30 deste sábado (8)

Os familiares de um homem de 45 anos procuraram a redação do Farol, nessa sexta-feira (7) e contestaram as informações repassadas pela Polícia Militar, através do Boletim de Ocorrência (BO), onde dizia que o suspeito teria agredido um jovem autista, na Praça Sérgio Magalhães, no Centro de Serra Talhada.

De acordo com a irmã do suposto agressor, Isabel, a situação foi inversa. Leia o relato abaixo.

“Meu irmão foi agredido fisicamente pelo autista que foi largado na casa pela mãe dele deixando minha mãe idosa com ele em casa, tem a tia dele que passa o dia todo trabalhando e ninguém da família dele quer ficar cuidando do mesmo…meu irmão tem problema com alcoolismo e a muito tempo que apresenta problemas com a saúde mental. Eu fui para a delegacia com minha mãe e meu irmão, ele não ficou detido e os policiais que atenderam a um pedido de socorro de minha mãe retirou o autista de cima de meu irmão que estava sendo agredido pelo o mesmo”, declarou a jovem, que assinou apenas como Isabel.

Veja também:   Grupos com hipertensão se vacinam em ST