Família desaparecida por 4 dias em SP é encontrada morta

Foto: Reprodução/Redes sociais

Por Site Uol

Carro estava no meio de um canavial e foi encontrado por um ciclista. A Polícia Militar chegou até o local após ser chamada pelo ciclista que encontrou o veículo da família enquanto pedalava por uma estrada de terra que dá acesso ao bairro Cruzeiro.

Todos os corpos tinham marcas de tiros, segundo a polícia. Os corpos de Anderson Givago Marinho, 35, da esposa Mirele Regina Beraldo Tofalete, 32, e da filha do casal, Isabelly Tofalete Marinho, de 15 anos, estavam dentro do veículo.

Veja também:   75% apontam Bolsonaro como responsável por alta da inflação

Principal linha de investigação é de que a família tenha sido executada. Nada no veículo foi roubado. A informação é da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Barretos, que investiga o caso. Ninguém foi preso até o momento e a motivação do crime ainda não foi esclarecida. A reportagem apurou que Anderson foi condenado e cumpriu pena por tráfico de drogas durante 2 anos, em liberdade.

Votuporanga fica a 80 km de São José do Rio Preto, cidade que a família tinha como destino ao sair de Olímpia. Carro passou por radar em Mirassol (SP), a 15 km de Rio Preto, cidade que não fazia parte do trajeto que a família percorreria.

Veja também:   Ministério Público Federal recomenda que Forças Armadas aceitem trans
Anderson Givago Marinho, Mirele Regina Beraldo Tofalete e a adolescente Isabelly Tofalete Marinho
Anderson Givago Marinho, Mirele Regina Beraldo Tofalete e a adolescente Isabelly Tofalete Marinho Imagem: Arquivo pessoal / dez.2023

Família viajou na quinta-feira (28) para comemorar aniversário. Anderson, a esposa e a filha do casal saíram às 13h de Olímpia com destino a Rio Preto para almoçar e comemorar o aniversário de Mirele na cidade vizinha. O trajeto de 50 km dura pouco mais de 40 minutos.

Anderson e Mirele pararam de responder e visualizar as mensagens de amigos e familiares às 14h. Não se sabe se eles realmente chegaram a passar por Rio Preto.