Família Duarte de ST dá adeus a sua matriarca aos 91 anos
Dona Lia – Foto: Arquivo Pessoal

A família duarte se despediu de sua amada matriarca no domingo (14), Maria do Carmo Duarte de Oliveira, 91 anos, moradora da Rua Padre Romão Ferraz.

Dona Lia foi uma célebre dona de casa serra-talhadense que dedicou sua vida a cuidar do marido Antônio Romão de Oliveira, dos nove filhos, 19 netos, 16 bisnetos e quatro tataranetos.

Familiares, amigos e fiéis católicos se reunirão em oração na missa de sétimo em memória de Maria do Carmo Duarte neste domingo (21), às 9h da manhã, na Concatedral de Nossa Senhora da Penha em Serra Talhada.

Veja também:   RECONHECIMENTO: Grupo Folha faz homenagem ao secretário Tadeu Alencar

Em conversa com a reportagem do Farol de Notícias, um dos filhos de Dona Lia, relembrou o espírito perseverante, amoroso e batalhadora. Segundo Ivanildo Duarte, ela gostava de viajar ouvir música e reunir a família.

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão pelo WhatsApp (clique aqui)

“Ela amava ver os filhos e amigos juntinhos. Sorria sempre, recheada de perseverança, amor, uma batalhadora incessante. Cuidava dos filhos e tinha a linda missão de ser super protetora. Ela amava a música “A Lista” de Oswaldo Montenegro, pois a letra era uma síntese de sua vida, seus amores”, detalhou com carinho, completando:

Veja também:   Luciano Duque homenageia Agamenon Magalhães

“Gostava muito da Música: Madeira que cupim não rói. Era devota da Mãe Rainha, todos os sábados rezava o seu terço. O maior ensinamento que nos deixou foi manter a família sempre unida. Não guardar mágoa de nada, tratar todos com igualdade, respeitar a dor alheia e fazer de tudo para amenizar o sofrimento do outro”.

Família Duarte de ST dá adeus a sua matriarca aos 91 anos

HOMENAGEM DA FAMÍLIA

Minha mãe amava a vida,

Amava olhar a lua e contemplar os pássaros. Tinha o hábito de jogar comida para os pássaros quando eles entravam na nossa cozinha.

Era educada demais, tratava as visitas sempre com um sorriso aberto e lindo. Seu sorriso era contagiante. Feliz, não reclamava das banalidades da vida e sempre tinha esperança em tudo.

Veja também:   Servidora da Aeset perde luta contra o câncer

Acreditando na estranha mania de ter fé na vida. Agradecemos a Deus pelo privilégio de ter tido uma mãe especialista em ser MÃE por vocação.

Sua história nunca será apagada e suas lembranças jamais serão esquecidas

Obrigado, Maria do Carmo Duarte de Oliveira, conhecida carinhosamente por Dona Lia.

Porque Lia rima com Poesia e Alegria!

Os principais fatos de Serra Talhada e região no Farol de Notícias pelo Instagram (clique aqui)