A Polícia Civil revelou mais detalhes surpreendentes sobre o segundo homicídio de 2024, registrado na noite desta terça-feira (9), no bairro Borborema.

De acordo com a polícia, a vítima Gyslaine Borges de Souza, de apenas 24 anos, relatou aos mais próximos que estava grávida. O delegado regional, Marcos Virgílio, comentou que a perícia deverá confirmar a informação.

Familiares também entraram em contato com o Farol de Notícias e confirmaram a gestação. De acordo com uma tia da jovem, ela estaria grávida de 4 meses e o pai da criança também mantinha um relacionamento com a avó, de 60 anos, presa em flagrante.

Veja também:   BIODIESEL: Investimento de R$ 1 milhão em usina vira depósito de lixo em ST

Receba as manchetes do Farol de Notícias em primeira mão (clique aqui)

“É verdade, ela estava grávida, sim, de quatro meses. Eu a vi ontem, e vivia mais na rua. Tinha um caso com um rapaz e a avó dela também. E foi por ciúmes que ela fez isso”, comentou a tia.

A reportagem do Farol apurou que o crime aconteceu após uma ato de fúria da suspeita, que golpeou a neta por várias vezes.