Da CNN Brasil

Filho de Paulo Sérgio Cyrillo, candidato à Prefeitura de Bom Jesus de Itabapoana, morto na quarta-feira após um mal-estar durante uma entrevista transmitida online, Paulo Sérgio Cyrillo Júnior substituiu o pai na disputa pelo cargo e foi eleito neste domingo, com 32,98% dos votos válidos, o que representa a preferência de 7391 eleitores do município do Noroeste Fluminense.

Como as urnas já haviam sido inseminadas e levou tempo para que o filho assumisse o posto justo à burocracia eleitoral, o nome do pai apareceu durante a votação, assim como as informações dele durante a apuração. A situação deixou, para quem mora fora da cidade, a impressão de que uma pessoa morta foi escolhida para o cargo.

Candidato a vice-prefeito na chapa, Otávio Amaral (PROS), admite que a atmosfera de comoção tomou conta da cidade com a morte de Paulo Sérgio Cyrillo, que tinha 73 anos e já tinha sido prefeito antes, por dois anos.

“Foi uma comoção grande, Paulo Sérgio Cyrillo administrou a cidade em um momento muito difícil, com uma crise sem precedentes, com quatro meses de salários atrasados, e acabou tendo as contas rejeitadas por política. Ele foi muito injustiçado. A cidade ficou muito triste agora, o filho dele assumiu o posto, mas não tinha condições de fazer campanha. Então, eu assumi as ruas”, explica o vice-prefeito.

Paulo Sérgio Cyrillo Filho é o atual vice-prefeito de Bom Jesus de Itabapoana, foi eleito em uma costura feita pelo pai, que ajudou a eleger o atual prefeito. No entanto, eles romperam tempos depois.