Do Diario de Pernambuco

A França suspende, a partir da 00h00 desta segunda (21), todos os deslocamentos de pessoas procedentes do Reino Unido. A nova medida do governo francês, que inclui o transporte de mercadorias, por estrada, via aérea, marítima ou ferroviária, tem validade por 48 horas. O período será utilizado para preparar a reabertura com novos protocolos e testes de Covid-19 para quem entra na França.

“Apenas o transporte de carga desacompanhada será autorizado. Os fluxos de pessoas ou transportes na direção do Reino Unido não serão afetados”, informou o governo após um Conselho de Defesa da Saúde realizado por videoconferência presidido pelo presidente Emmanuel Macron, que está em quarentena após ter testado positivo para o coronavírus.

A decisão francesa é anunciada após medidas semelhantes serem tomadas pela Bélgica, Holanda, Itália, Alemanha e Irlanda, devido a uma variante do vírus SARS-CoV-2 detectada no Reino Unido. “Essa variante genética não parece causar, até onde se sabe, aumento da gravidade ou resistência à vacina” e “não está claro, por enquanto, que a já mencionada ‘rápida’ disseminação dessa mutação no Reino Unido está ligada a uma propriedade intrínseca deste vírus”, explicou o governo, segundo o qual “não foi comprovado até ao momento o fato de esta cepa ser mais contagiosa”, esclarece.

Continuam os serviços do primeiro-ministro francês Jean Castex, “no contexto da aceleração da epidemia há alguns dias no Reino Unido, as autoridades sanitárias britânicas notificaram a Organização Mundial de Saúde que esta mutação poderia, possivelmente, ser mais contagiosa do que as outras variantes do SARS-CoV-2”, informa.

O prazo de 48 horas “dará tempo para a coordenação entre os Estados-Membros da União Europeia para definir uma doutrina comum sobre a regulamentação e controle das chegadas do Reino Unido” e “preparar operacionalmente para uma reabertura segura das chegadas do Reino Unido a partir de 22 de dezembro, e que contará com um dispositivo de teste obrigatório na partida”, informou o governo.