Governo do Estado quer melhorar comunicação valorizando programação regionalO planejamento orçamentário para 2014, a digitalização do sinal, conforme determinação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), além da criação de um grupo de trabalho para discutir e elaborar da minuta do regimento interno foram os principais pontos discutidos, nesta quinta-feira (31), na primeira reunião extraordinária do Conselho Administrativo da Empresa Pernambucana de Comunicação (EPC S/A), presidido pelo secretário da Casa Civil, Tadeu Alencar.

Também foi alvo dos debates, a transmissão de 25% de programas locais e regionais, o que definirá o perfil da emissora, de forma que a programação valorize a cultura local. Durante o encontro, que ocorreu no auditório da Secretaria de Ciência e Tecnologia, no Bairro do Recife, o secretário Tadeu Alencar lembrou que é necessário eleger prioridades na utilização dos recursos, uma vez que o mundo passa por uma retração econômica, de forma que é necessário atender as demandas mais urgentes, deixando as ações restantes para um segundo momento, obedecendo de forma lógica a essencialidade e o tempo definido no plano de ação da emissora.

Veja também:   Motociclista colide com micro-ônibus e morre no Sertão de PE

A Empresa Pernambucana de Comunicação é a segunda do país e a primeira estadual, tendo sido criado pelo governador Eduardo Campos em 2 de janeiro deste ano. Seu Conselho Administrativo é Composto por 13 membros – seis representantes da sociedade civil, seis do Governo do Estado e um da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe). Inspirada no modelo da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), a empresa pernambucana garantirá, no mínimo, 15% de conteúdo regional/estadual e 10% de conteúdo independente em sua programação semanal.

O secretário Tadeu Alencar destacou a importância do encontro como o início do processo de operação da EPC, incluindo o processo de digitalização do sinal, que precisa obedecer ao prazo definido pela Anatel, que extinguirá as transmissões analógicas a partir de 2016. “A reunião foi extremamente produtiva. Avançamos na distribuição de tarefas e voltaremos a nos encontrar na próxima reunião ordinária, marcada para nove de dezembro, às 9h”, finalizou.

Veja também:   XI Geres analisa vacinação em ST com alerta para outras doenças