Governo paga neste sábado (04) pis ano-base 2022 de R$ 1.421?

Foto: Aloísio Maurício/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Por Bol Notícias

O calendário de pagamento do Programa de Integração Social (PIS) para o ano de 2024, vinculado ao ano-base 2022, permanece sem definição devido a atrasos no cronograma do PIS/PASEP, que são atribuídos aos impactos da pandemia. Esse cenário gerou um intervalo de dois anos entre o ano-base e o início do período de recebimento.

Tradicionalmente, as datas de pagamento do PIS para o ano subsequente são divulgadas no final de dezembro. No entanto, até o momento atual, as datas de pagamento do PIS 2022 e os valores das parcelas ainda não foram definidos.

Veja também:   A luta da serra-talhadense que venceu preconceitos e fez história

O valor do PIS/PASEP é calculado com base no salário mínimo vigente no ano do pagamento, o que implica que o montante do PIS 2024 só será determinado após o anúncio do salário mínimo para 2024 pelo governo liderado por Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT).

É importante destacar que a maior parte dos recursos do PIS 2022 será destinada aos trabalhadores que mantiveram vínculos empregatícios com carteira assinada durante os 12 meses do ano-base.

Para ser elegível ao recebimento do PIS relacionado ao ano-base 2022, os trabalhadores precisam cumprir os seguintes critérios:

  • Ter recebido até dois salários mínimos mensais em 2022;
  • Não ter prestado serviços para pessoa física, o que exclui o direito ao abono salarial do PIS 2022 para empregadas domésticas;
  • Possuir inscrição no sistema PIS/PASEP por pelo menos cinco anos;
  • Ter trabalhado por pelo menos trinta dias com carteira assinada em 2022.
Veja também:   Esposa de PM alerta sobre excesso de trabalho no 14º BPM

É fundamental que os trabalhadores que se enquadram nesses critérios permaneçam atentos às informações oficiais divulgadas pelo governo para saber quando poderão receber o benefício do PIS relacionado ao ano-base 2022.

As atualizações referentes ao calendário de pagamentos serão disponibilizadas pelas autoridades competentes nos canais oficiais de comunicação, garantindo transparência e acesso às informações necessárias.