Da ISTOÉ

Foto: Divulgação/ Facebook

Com 99,99% das urnas apuradas na Colômbia, o senador e ex-guerrilheiro Gustavo Petro venceu neste domingo (19) o segundo turno das eleições presidenciais da Colômbia. Ele é o primeiro presidente de esquerda eleito na história do país.

Gustavo teve 50,44% dos votos. Já seu adversário o milionário independente Rodolfo Hernández teve 47,31% dos votos. Mais de 22,6 milhões de colombianos participaram da votação.

“Hoje é dia de festa para o povo. Que festeja a primeira vitória popular. Que tantos sofrimentos sejam amortecidos na alegria que hoje inunda o coração da Pátria. Esta vitória para Deus e para o Povo e sua história. Hoje é o dia das ruas e praças”, escreveu Gustavo nas redes sociais.

“Liguei para Gustavo para parabenizá-lo por sua vitória e oferecer-lhe meu apoio para cumprir as promessas de mudança pelas quais a Colômbia votou hoje. A Colômbia sempre contará comigo”, afirmou Rodolfo, após a confirmação da vitória do adversário.

Petro, de 62 anos, chegou a ficar preso por 18 meses nos anos 1980 por sua atividade como membro do grupo guerrilheiro M-19. Hoje, ele se apresenta como um progressista moderado que pretende ampliar o acesso a direitos sociais e proteger o meio ambiente.

As promessas de campanha de Petro são reduzir a desigualdade de renda, fortalecer as políticas sociais e implementar uma agenda de defesa do meio ambiente, com propostas como o aumento dos impostos cobrados dos mais ricos, a redução da exploração de recursos naturais e a reforma da polícia e do Exército.

Veja também:   Arquibancada desaba e deixa ao menos 4 mortos em tourada