Homem em situação de rua mata e queima corpo de idosa que o acolheu

Foto: Reprodução/Polícia de Norfolk

Por Correio 24 horas

 

Patricia Holland, uma senhora de 83 anos, conhecida entre os moradores da pequena Gorleston (Inglaterra) por sua caridade, foi vítima de um assassinato brutal. Ela foi morta e teve o corpo queimado por Allan Scott, um homem em situação de rua que foi acolhido por ela em casa. Patricia vivia sozinha em uma casa e, em março de 2020, decidiu acolher Allan, de 42 anos. Era para ser algo provisório, mas eles dividiram o teto por mais de um ano.

Veja também:   HOMENAGEM: Vereador de ST quer título de cidadão para o padre Afonso Carvalho

A relação não era boa e Patricia pediu a Allan que deixasse sua casa repetidas vezes. Segundo o promotor do caso, Allan bebia e ficava agressivo. Para ficar em casa, Allan bolou um plano. Segundo as investigações, ele sabia que se ela morresse teria que se mudar, mas se Patricia desaparecesse ele poderia ficar por mais tempo.

Na madrugada do dia 24 para o dia 25 de julho de 2021, Allan atacou violentamente Patricia e depois  queimou o cadáver em uma fogueira no quintal para tentar ocultar o corpo e destruir pistas do crime. As investigações  mostram que não sobrou muito do corpo da vítima após o fogo e os restos mortais ainda foram enterrados.

Veja também:   Manifestantes vão às ruas e invadem lojas de luxo; veja vídeo

“Quando a polícia encontrou seu corpo queimado e carbonizado, restava tão pouco que não foi possível descobrir a causa de sua morte”, disse o advogado de acusação.

Levantou-se a suspeita de que Scott pudesse ter algum transtorno de personalidade ou que precisasse de um acompanhamento de um psiquiatra, mas ele foi avaliado como apto para ser julgado. O veredito do caso deve ser dado nas próximas semanas. O julgamento deve ter duração de até três semanas.