Idosa de 74 anos perde R$ 100 mil após cair no “golpe do amor”

Do Em Pauta

Uma aposentada de 74 anos perdeu R$ 102 mil após cair no “golpe do amor”. A polícia descobriu o golpe após a idosa procurar os oficiais por se sentir lesada por uma suposta transportadora que iria enviar bagagens do ‘namorado’ para o Brasil. Ele havia prometido para a aposentada que iria se mudar ao país para viver com ela.

A idosa teria procurado a polícia para denunciar uma transportadora, pensando em ter caído em um golpe, já que a empresa não teria feito a entrega das bagagens do namorado. Assim que os policiais viram as mensagens no celular da vítima, perceberam que ela havia sido enganada.

Veja também:   "Não vou permitir que continuem mentindo", diz Lula

“Quando ele avisou que iria ao Brasil, disse que mandaria bagagens dele e que na bagagem estava o valor que ele havia ganho de benefícios da empresa. Aí é que começa o golpe”, explica o delegado Milton Burgese de Oliveira. Ele diz que outros membros da quadrilha entram em contato com ela, falando que são da transportadora e exigindo valores para entrega das bagagens.

Assim que os pagamentos foram feitos, a idosa perdeu o contato com o namorado. Nas redes sociais, uma imagem de um prefeito de uma cidade da Moldávia é utilizada. A aposentada tinha certeza que vivera um romance, já que trocava declarações de amor.

Veja também:   Furacão Matthew: número de mortes no Haiti sobe para 842; região do Caribe em alerta

“Ela acreditava que o relacionamento era verdadeiro, é triste, porque é uma senhora humilde, que vive de aposentadoria, carente de afeto, e foi levada pelos marginais que causaram prejuízos enormes a ela”, lamenta o delegado.

A polícia identificou envolvidos no crime e organizou a Operação Dom Juan. Foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e oito de prisão temporária. Seis pessoas colombianas foram levadas à delegacia, sendo quatro homens e duas mulheres. Quatro ficaram presas. Na casa onde estavam, foram apreendidos celulares, computadores, documentos e dinheiro.

Veja também:   Passeio ecológico levará turistas a Nazaré do Pico, em Floresta

Durante as investigações, a polícia descobriu que a quadrilha já tinha feito, pelo menos, outras seis vítimas, que também perderam altas quantias em dinheiro. “Hoje estamos no meio dos trabalhos investigativos. Essas prisões e buscas vão nos ajudar a partir de agora… Criminosos de origem colombiana que vivem no país. identificamos quem recebia o dinheiro, quem solicitava a transferência, quem aplicou o golpe na senhora. Ampliamos bem o universo das investigações”, explica.