Publicado às 10h07 desta quarta-feira (3)

Em outubro do ano passado, o deputado estadual Fabrízio Ferraz, que fazia parte da base governista, anunciou, durante entrevista ao programa Falando Francamente, na TV Farol, que tinha conquistado o Cope- Central de Oportunidades- um serviço aos moldes do Expresso Cidadão, que oferece, inclusive, a emissão de documentos na hora. “Já foi autorizada a questão da Central de Oportunidades aí em Serra Talhada, já está sendo feito um estudo técnico”, sapecou o deputado. Meses depois, o equipamento foi inaugurado, mas não funciona e virou motivo de chacota. Já o deputado Ferraz ‘pulou de barco’, e agora é Marília Arraes.

Nessa teça-feira (2), o vereador Vandinho da Saúde ‘botou a boca no trombone’ na tribuna da Câmara Municipal, e revelou que no local nada funciona. O Cope pode ter se transformado num ‘golpe’.

Veja também:   Colunista defende o cancelamento dos shows de Gusttavo e Safadão

“Noventa dias atrás, o Governo do Estado esteve aqui. Eu acredito que a grande maioria dos vereadores estiveram presentes. Eu não pude estar, mas ele [Paulo Câmara] esteve aqui nesse prédio ao lado inaugurando o COPE. Um órgão que serviria para a emissão de documentos aqui em nosso município. Foi inaugurado o COPE, passem aqui, onde era Ministério do Trabalho, nem uma cadeira tem nesse prédio. Será que o Governo do Estado está pagando o aluguel desse prédio sem estar funcionando? Eu não estou afirmando, estou fazendo uma pergunta”, questionou Vandinho da Saúde, afirmando que alguns vereadores estão procurando outros municípios em busca de um serviço básico.

Veja também:   A inaguração festiva da luz elétrica em posto de Serra Talhada

“O vereador Pinheiro do São Miguel, para cumprir com algumas demandas do seu distrito, para que os jovens que estão precisando agora do seu RG, para entrar numa faculdade, para ter o seu primeiro emprego, têm que fretar um carro. Pegar o cidadão dentro de um carro, levar para Salgueiro, para outra cidade, para poder tirar o seu RG. Tem outro parlamentar, que estará levando algumas pessoas, os jovens que precisam da emissão desse documento, para outra cidade vizinha para retirar esse documento. Isso poderia ser solucionado aqui, se não fosse a incompetência do Governo do Estado de Pernambuco”, cravou Vandinho.