Da Folha de PE

Um dos quesitos da segunda rodada de pesquisa de intenções de votos realizada pelo Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe) em parceria com a Folha de Pernambuco, é o índice de rejeição dos candidatos, no qual os eleitores são questionados sobre em qual dos postulantes não votariam de jeito nenhum.

Nesta sondagem, todos os candidatos ao Governo de Pernambuco apresentaram um aumento no percentual, com exceção do governador Paulo Câmara (PSB), que se manteve regular. Liderando o ranking, o ex-deputado federal Maurício Rands (PROS) aparece com 51% das objeções. Em segundo lugar, Paulo Câmara desponta com 48% das menções e Armando Monteiro (PTB) tem 46%.

A candidata Simone Fontana possui 45%, o ex-prefeito de Petrolina Julio Lossio (Rede) anota 44%, a psolista Dani Portela tem 41% e, por fim, Ana Patrícia Alves (PCO), que não foi citada na primeira rodada porque ainda não figurava como candidata, tem 37%.

Em comparação ao primeiro resultado, Rands foi o candidato que mais cresceu neste ponto, seguido por Simone Fontana. Enquanto o ex-deputado federal teve um aumento de 16 pontos percentuais, a candidata do PSTU subiu 15 pontos. Entre os eleitores que não votariam em Rands, o maior percentual é registrado entre os homens, 56%, e eleitores com idade entre 45 e 59 anos, 55%, com ensino superior, 57%, e com renda maior do que 5 salários mínimos. Os que não votariam em Fontana, por sua vez, são em sua maioria homens, 49%, com idade entre 45 e 49 anos, 47%, com ensino superior, 55%, e que recebem mais de 5 salários mínimos.

Já Paulo, de acordo com a sondagem, possui maior rejeição entre os homens, 52%, com idade entre 25 e 44 anos, que possuem ensino superior, 63%. Armando (PTB) que ocupa a terceira colocação deste recorte, também tem maior rejeição entre o eleitorado masculino, 47% e com idade 45 e 59 anos, 48%.