nena 3Determinação é o que não falta ao pré-candidato a prefeito de Serra Talhada, Nena Magalhães (PTB). Após perder o apoio de dois partidos – PMDB e PPS – em uma semana, e ter encolhido sua coligação para apenas três legendas (PTB-PDT-PSDB), o petebista partiu para rebater os comentários de que está prestes a desistir da disputa eleitoral. Nena já tomou esta atitude nas eleições de 2000, mas durante entrevista ao radiofônico Sertão Notícias, deixou claro que desta vez é pra valer e não vai ‘perder de joelhos’.

“Quem apostou as fichas nisso ai pensando que Dr. Nena ia desistir que ia esvaziar, tirar um partido, tirar outro, tirar um político tirar outro pensando que Dr. Nena vai desistir perdeu tempo, perdeu tempo e pode quebrar a cara, porque tem muita gente se solidarizando, tem muita gente ridicularizando a posição (do PMDB), os gestos dessa política de Serra Talhada, porque agora eles estão ficando todos na mesma panelinha. Estão se encaminhando tudo para o mesmo lugar, vão comer a comida do mesmo prato e isso não vai sobrar para ninguém de Serra Talhada só para eles mesmo”, desabafou Nena Magalhães, nessa quinta-feira (14). Afirmando que tem caráter, o pré-candidato garantiu que vai brigar em condições de igualdade e não vai ‘se ajoelhar’ diante as artimanhas traçadas pelos seus adversários.

Veja também:   Governo programa abertura do comércio

“Não vou perder eleição de joelhos de maneira nenhuma, eu perco uma eleição de pé, de cabeça erguida, agora, Dr. Nena não perde coisíssima nenhuma, se amanhã ou depois eu vier a não me eleger, Dr. Nena não perde nada porque saio integro, saio com a mesma moral, com o mesmo caráter, com a mesma personalidade, quem perde é o povo de Serra Talhada a oportunidade de mudar essa política velha, essa política atrasada, política da discriminação, das traições, das mentiras, das falsas promessas, das políticas que se faz para poucos, política que se faz na cozinha de casa com as comadres, com os compadres, com os partidos políticos e abandona realmente quem precisa que é a população mais carente, a população mais sofrida de Serra Talhada”, desabafou.

Veja também:   Mais mulheres são vítimas de estelionato em ST