Da Revista Fórum

Uma “brincadeira” realizada durante uma live transmitida pelo Telegram terminou em tragédia nesta quarta-feira (2).

O caso ocorreu na cidade de Ivanovka, nos arredores de Moscou, onde mora o influencer russo Stanislav Reshetnikov, mais conhecido como Reeflay Panini, que realizava uma live para seus seguidores, na qual simplesmente atendia alguns pedidos feitos pelo chat.

Reshetnikov, de 28 anos, estava acompanhado de alguns amigos em sua casa, que o ajudavam a realizar os pedidos dos seguidores. Entre esses amigos estava Valentina Grigorieva, de 26 anos, que foi vítima de um desses pedidos. Alguns internautas propuseram pagar mil dólares para que o influencer jogasse gás pimenta no seu rosto e a colocasse na rua apenas de calcinha e sutiã.

O desafio foi atendido: Reshetnikov jogou gás pimenta no rosto de Grigorieva, que começou a gritar e pedir socorro. Logo, foi despida e levada para fora da casa, onde, segundo os relatos, permaneceu durante algumas horas, em pleno frio do outono russo.

Ao regressar, foi deitada no sofá que fica logo atrás da cadeira onde o influencer conversava com os espectadores, e é possível ver o seu corpo deixando de se mexer.

Reshetnikov continuou a transmissão da sua live, apesar da condição de Valentina. Em sua defesa, ele alegou que não percebeu que Grigorieva estava mal, mas que assim que percebeu algo estranho tentou reanimá-la e chamou a ambulância.

Em uma nota à imprensa, Reshetnikov disse que não fez nada de errado e que acredita que a morte de Valentina Grigorieva pode ter sido provocada por uma overdose de drogas – também afirmou que ele mesmo não usa drogas.

A polícia russa está investigando a morte e afirma que a overdose é uma das possibilidades, mas também se está considerando o efeito do gás pimenta, a exposição ao frio durante mais de uma hora ou uma combinação de fatores.