Do UOL

A Justiça do Espírito Santo aceitou a denúncia contra o tio da menina de 10 anos que foi estuprada e engravidou, precisando ser submetida a um aborto autorizado. O tio, agora, é formalmente réu.

O homem, que foi preso na semana passada em Betim (MG), foi acusado de estupro de vulnerável e ameaça. Se condenado, ele pode pegar até 15 anos de prisão. Ele está preso no Complexo de Xuri, em Vila Velha (ES).

Segundo as investigações, a menina foi estuprada durante quatro anos pelo tio na cidade de São Mateus (ES). Após descobrir a gravidez, ela foi autorizada pela Justiça a realizar um aborto.

A garota teve de se deslocar até Recife após o Hucam (Hospital Universitário Cassiano Antônio Moraes), em Vitória, declarar que não realizaria o aborto alegando que a menina não se encaixava nos critérios do Ministério da Saúde. O procedimento foi realizado na semana passada.

Por segurança, a criança vai receber proteção da justiça, uma nova identidade e mudará de endereço com a família.

O nome do tio não foi divulgado para preservar a identidade da criança. A defesa dele não foi localizada pela reportagem.