Publicado às 18h40 deste sábado (3)

A diretora da XI Geres (Gerência Regional de Saúde), Karla Milene, tranquilizou a população neste sábado (3) sobre a suspeita de aplicação de doses vencidas contra a Covid-19 em Serra Talhada e região, após divulgação publicada no jornal Folha de São Paulo nessa sexta (2) [veja aqui]. Em entrevista ao Programa do Farol, na TV FAROL no YouTube, ela garantiu que todas as doses aplicadas na região foram disponibilizadas o mais rápido possível, não dando tempo para vencimento. “Fiquem bastante tranquilos, porque não foi aplicado vacina vencida na população aqui, nem da XI Geres, nem de Pernambuco”, afirmou Carla.

VEJA A ENTREVISTA NA ÍNTEGRA

SUSPEITAS DE FUNGO NEGRO

Karla Milene também detalhou como anda o acompanhamento dos casos suspeitos de Fungo Negro, que estão sendo investigados em Serra Talhada e municípios vizinhos. “O primeiro caso suspeito, um cidadão de Serra Talhada, um cidadão de 67 anos, foi identificado em Petrolina. Então, a vigilância em saúde da 8ª Geres entrou em contato com a gente no dia 25 de junho dizendo que um cidadão de Serra Talhada havia falecido na UPA-24 de Petrolina e era um caso suspeito de Fungo Negro. O material foi colhido e foi encaminhado para Recife, a gente ainda aguarda o resultado desse caso”, disse a gestora da XI Geres, detalhando:

“O segundo caso, que foi com óbito também, foi do município Calumbi, um adulto jovem de 39 anos que estava internado no Hospam foi o óbito em 28 de junho e também apresentava sinais e sintomas característico do Fungo Negro. O 3º caso que é de Serra Talhada, um adulto jovem da zona rural, que estava no Hospam e foi depois para o Hospital Eduardo Campos, foi colhido material para estudo histopatológico, além do swab. E o paciente de 83 anos, de Belmonte, internado no Eduardo Campos, havia sido colhido o material e o resultado ao chegar em Recife deu amostra insuficiente. Então um novo material vai colhido para ser levado ao Lacen. E tão a gente tenha o resultado de todas essas amostras a gente fará a divulgação”.