Leitora alerta sobre desrespeitos na 'Fila da Caixa' em Serra Talhada

Foto cedida ao Farol

Uma cena que já faz parte do dia a dia da Praça Sérgio Magalhães, em Serra Talhada, vem causando problemas diários aos clientes da Caixa Econômica Federal (CEF).

Todas as manhãs moradores de rua ‘marcam espaço’ para locar aos clientes. Há informações que os valores variam entre R$ 20 e R$ 50.

Nesta quarta-feira (24) a operadora de caixa Valéria Liberal de Oliveira, entrou em contato com a redação do Farol, para alertar sobre os desrespeitos praticados aos que precisam dos serviços dos bancos.

Veja também:   Copa de handebol mobiliza 19 equipes e 350 atletas em ST

“Eu estou aqui na fila da Caixa e gostaria de saber se essas pessoas que passam a noite na praça estão autorizadas à vender ou alugar vagas. Muitas pessoas chegam muito cedo, entre 04h e 05h, e então essas mulheres colocam pedras para marcar o lugar, não deixa a gente passar, colocam uma cadeira e ninguém pode mexer porque elas são as donas da fila. Isso é injusto. Só acontece isso aqui, na Caixa Econômica de Serra Talhada”, lamentou. Com a palavra, a Caixa Econômica Federal.

Veja também:   Genética aponta avanço da Ômicron em Pernambuco