duquePublicado às 04h30 desta quinta-feira (20)

O prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque (PT), preferiu silenciar diante as declarações do vereador Manoel Enfermeiro, líder do seu governo na Câmara, que durante entrevista a uma emissora de rádio, nessa quarta-feira (19), garantiu que o prefeito está de malas prontas para deixar a legenda (veja). De acordo com o vereador, o PT não está bem e Duque tem todo o direito de abandonar a legenda, se assim desejar.

O Farol fez contato com o prefeito, que se recusou a dar qualquer opinião sobre as declarações do vereador petista. Após muito insistir para comprovar ou não que Manoel Enfermeiro estaria falando a verdade, habilidoso, Duque resumiu: “não quero comentar”.

Veja também:   DECISÃO: Justiça Federal suspende CNH para motocicletas cinquentinhas

O silêncio do prefeito causou um enorme constrangimento entre a maioria dos petistas de Serra Talhada. Para alguns, o sentimento é de surpresa e decepção uma vez que durante toda a campanha Luciano Duque ‘rezou de pés juntos’ na cartilha petista e defendeu o legado do partido nas ruas.

Para outros, o anúncio de Manoel Enfermeiro revela que Duque sempre teve uma queda pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB), do qual já foi filiado, e deseja uma reaproximação com o governador Paulo Câmara. O PT deve fazer um debate olho no olho com o prefeito tão logo retorne de viagem.

Veja também:   FOTO NOTÍCIA: Secretário de Duque tenta se equilíbrar em dois palanques