Publicado às 05h02 deste sábado (30)

Após matéria do Farol, intitulada ”Criança com pilha no nariz foi parar na ala da Covid do Hospam” (relembre aqui) na qual Dayane Cristine Laurindo Campos, 30 anos, moradora do bairro Vila Bela, em Serra Talhada, denunciou o Hospital Regional Agamenon Magalhães (Hospam) por atendimento equivocado.

Na unidade, levaram sua filha Larissa Emanuela Melo, 2 anos, para ala da Covid-19 quando na verdade ela estava com uma pilha presa em uma das narinas. Agora a mãe entrou em contato com a redação do Farol para agradecer e informar que conseguiu tratamento e a garotinha está bem.

Segundo Dayane, o Hospam não deu assistência à criança, porém teve ajuda de Clécia, agente do 14º Batalhão da Polícia Militar, para fazer o primeiro exame, do leitor Igor Lima que ajudou com as medicações e ainda teve ajuda da Secretaria de Saúde, especialmente da servidora Fátima Guabiraba, para Larissa fazer uma tomografia.

“Estou passando aqui para agradecer ao Farol por ter publicado a matéria sobre minha filha e agradecer pela ajuda de todos que viram a matéria. Graças a Deus e a todos vocês minha filha esta fazendo o tratamento, realizou todos os exames e o pior já passou”, agradeceu a mãe, acrescentando:

”O tratamento dela está sendo feito com Dr. José Jared de Carvalho. Quero agradecer a Dr. Jared, pois ele cuidou muito bem da minha filha. Ela fez o último exame, que foi uma tomografia no dia 18, e já mostrei ao médico. Agora é só continuar com a medicação por dois meses e ela vai ficar bem. O pior já passou, ela também já colocou o resíduo da pilha para fora com ajuda dos medicamentos”, finalizou.