Mães de PE prorroga prazo para confirmar participação
Programa Mães de Pernambuco pretende impactar mulheres do Estado em situação de vulnerabilidade – Foto: Vinicius Lins/SAS

Da Folha de PE

Programa Mães de Pernambuco prorrogou o prazo para as mulheres que ainda não confirmaram participação. O período original se encerraria nesta quinta-feira (25), para primeiro pagamento no dia 13 de maio.

Com a ampliação, quem estiver interessada terá entre os dias 30 de abril e 20 de maio para formalizar o cadastro e receber o auxílio pela primeira vez já em junho, até o quinto dia útil.

“O cronograma estabelecido envolve as próximas etapas do programa, que incluem enviar para a Caixa Econômica Federal os dados das beneficiárias, para operacionalização dos pagamentos, emissão e envio dos cartões. Por isso decidimos estender o prazo para quem ainda não confirmou, sem prejudicar aquelas que já deixaram seu aceite no site oficial”, avaliou o secretário Carlos Braga, da Secretaria de Assistência Social, Combate à Fome e Políticas sobre Drogas (SAS).

O que é
O Mães de Pernambuco visa pagar um auxílio mensal de R$ 300 para as 100 mil mães e cuidadoras mais vulneráveis residentes no Estado. Os recursos para custeio já estão garantidos no orçamento de 2024, oriundos do Tesouro Estadual. Ao todo, R$ 30 milhões mensais investidos para o projeto, que totaliza R$ 360 milhões por ano.

Veja também:   Governo anuncia pagamento de R$ 1.412 até R$ 2.313 para desempregados

No momento, segundo o Governo do Estado, 68 mil mulheres já confirmaram participação no site oficial do Programa Mães de Pernambuco. O montante, ainda de acordo com a gestão, impacta 82 mil crianças alcançadas pelo projeto.

Os municípios de Calumbi, no Sertão, Ibirajuba, no Agreste Central, e Itacuruba, no Sertão do São Francisco, foram os primeiros a atingir 100% de confirmações no programa. Todas as mulheres que foram contempladas nas três cidades já confirmaram participação na iniciativa.

Como participar

Para receber o auxílio, as mulheres precisam cumprir cinco critérios estabelecidos. Confira abaixo:

  • Ser responsável familiar;
  • Morar em Pernambuco;
  • Ser beneficiária do Programa Bolsa Família;
  • Manter os dados do Cadastro Único (CadÚnico) atualizados;
  • Estar gestante, ser mãe ou responsável por criança de 0 a 6 anos (72 meses); e não ter vínculo empregatício formal.
Veja também:   Atendimento de cadastro no "Mães de PE" é ampliado

Como o Mães de Pernambuco está estruturado a partir da folha de pagamento do programa Bolsa Família, não é necessário fazer um novo cadastro. No entanto, é preciso confirmar o interesse em receber o auxílio. Para isso, elas devem acessar o site oficial do Programa Mães de Pernambuco. Lá, é obrigatório o Número de Identificação Social (NIS) e a data de nascimento. Se estiverem aptas, elas devem confirmar que querem ter acesso ao benefício.