O programa Falando Francamente recebeu na manha da última quarta-feira (06) as mães Naila Cardozo e Tatiana Feitosa para conversar sobre a situação crítica dos pacientes com diabetes em Serra Talhada que precisam de medicação da Farmácia de Pernambuco, que funciona ao lado do Hospam.

Informações apontam que a partir de janeiro não haverá insumos para entregar aos usuários, porque o governo Raquel Lyra não fez a licitação prévia, Por outro lado, até funcionários está faltando na farmácia estadual.

“Essa falta de doação completa é angustiante porque a gente necessita e não tem como faltar nenhum dia. Com essas informações de que no mês que vem provavelmente não terão esses insumos, a gente já começa a se preocupar”,” explicou Tatiana Feitosa.

COBRANÇA A GOVERNADORA

As mães explicaram que caso não houvesse a distribuição dos insumos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), elas teriam que desembolsar cerca de R$ 1.200 mensalmente com os materiais básicos como insulina e fitas. Elas ainda aproveitaram para cobrar um maior posicionamento por parte dos governos municipal e estadual sobre o problema, e provocaram os deputados aliados do governo tucano, com votos em Serra Talhada, para que evitem o caos no sistema à partir do mês que vem.

“Apesar de não ser responsabilidade do município, a gente queria que o município se engajasse, procurasse saber o que está acontecendo, porque não está vindo, pedisse que ela [governadora Raquel Lyra] desse um informativo de porque ainda não fez a licitação. Tem que ser cobrada para ela ver que a gente tem essa necessidade. A gente quer  essa resposta da governadora, da secretaria de Saúde Pernambuco o porque desse não fornecimento completo. Por que não chega a quantidade certa? A gente aqui está falando de diabetes, mas a farmácia fornece muitos outros remédios de alto custo que também faltam”, finalizou Tatiana.

CONFIRA A ENTREVISTA COMPLETA